segunda-feira, 28 de março de 2011

Este modelo de ADD foi suspenso? E agora?

Este é um daqueles posts que deverá provocar o envio de hate mails, no entanto, como já sou acusado de influenciar tendências por alguns supostos colegas (eventualmente invejosos ou com algum problema particular com a minha pessoa), "siga para karaoke".

Após a leitura de alguns comentários feitos aos últimos posts aqui do blogue e também de algum correio electrónico que me foi chegando, apercebi-me que existe por aí muita gente extremamente preocupada com esta suspensão do modelo de Avaliação do Desempenho Docente (ADD). Mais do que eu pensava... Atrevo-me a dizer que aquilo que para alguns (onde me incluo) foi a chegada da bonança, para esses tornou-se a verdadeira tormenta.

São tantas as questões destes colegas, que só de pensar nelas me dá vontade de olhar calmamente para as estrelas e concluir que... Sim... Sou um extraterrestre!

As questões são quase sempre as mesmas. Regra geral, andam à volta das que constam abaixo:
1. "E as minhas aulas observadas?";
2. "Ainda tenho de pedir aulas observadas?";
3. "E a minha progressão?";
4. "Esta suspensão entra em vigor a partir de quando?".

As respostas às duas primeiras questões são relativamente simples de obter e (a esta altura) poderão variar com a escola/agrupamento. O método é simples: Vão à Direccção da escola/agrupamento e questionem. As respostas deverão permitir vislumbrar a inclinação socialista (ou falta dela) de quem dirige o estabelecimento. Como vocês são inteligentes poderão inferir mais qualquer coisita acerca da continuidade "local" do falecido modelo de ADD.

A resposta à questão 3 não será agora que a vão obter. Colocá-la de forma sistemática apenas servirá para dar força a Isabel Alçada. Não conseguem os colegas esperar mais umas semanitas para conseguir obter essa resposta? Espero que sim, pois neste caso, a impaciência poderá ser mais prejudicial que benéfica e para além disso existe aquele pormenor sem qualquer importância: Estamos congelados!

A última questão também não será muito complicada de obter, mas terão de esperar mais algum tempo. Ainda falta a promulgação do nosso Presidente da República... No entanto, a resposta às vossa inquietações imediatas poderá ser resolvida a curto prazo, bastando para tal, satisfazerem a 1.ª e a 2.ª questão a nível "local".

3 comentários:

  1. Aprecio imenso o teu estilo prático, simples e directo.
    Por isso te visito diariamente!

    ResponderEliminar
  2. Só pode ser mesmo por inveja. Adoro o teu blogue. É sempre muito pertinente

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...