segunda-feira, 23 de novembro de 2009

30 dias é pouco para um novo modelo de avaliação.

No Sol a 23/11/2009: "A ministra da Educação considerou hoje «um tempo curto» o prazo de 30 dias recomendado sexta-feira pelo Parlamento para o Governo apresentar um novo modelo de avaliação dos professores, esclarecendo que o processo poderá não ficar fechado nesse período.

«Não quer dizer que esteja fechado o processo nesses 30 dias, mas de qualquer forma vamos trabalhar para concluir esse trabalho», declarou Isabel Alçada.
(...)
Quarta-feira, haverá nova reunião no Ministério da Educação com os sindicatos, que pretendem também o fim da divisão da carreira em duas categorias (professor e professor titular), para «tentar encontrar pontos de encontro», disse Isabel Alçada, reiterando tratar-se de uma questão complexa e escusando-se por isso a avançar um ponto em particular das discussões em curso. (...)"

Ver Artigo Completo (Sol)

------------------------
Comentário: Pois... 30 dias é realmente pouco para definir um novo modelo de avaliação do desempenho docente. Os sindicatos terão de trabalhar bastante e não se basearem apenas nas propostas do Ministério da Educação. Os estudos feitos por académicos nesta área (avaliação dos professores) são imensos, tal como os relatórios que avaliam os diversos modelos feitos por esse mundo fora. Mas obviamente que nada disto interessará se o governo ainda continuar com os objectivos primordiais do anterior modelo: manter os professores sob controlo e introduzir sucesso insuflado. Se colocarem de lado estes pressupostos, até teremos em Portugal (no ensino particular) uma óptima forma de iniciarem trabalho. De iniciar... Não será boa ideia fazer um mero "copy+paste".
------------------------

6 comentários:

  1. Estou a voltar a ficar MUITO APREENSIVA.

    ResponderEliminar
  2. A questão complexa que IA refere é a divisão?! Querem ver que vou ter de "comer palha" e voltar à rua!?

    ResponderEliminar
  3. Enquanto nada for legislado não podemos ficar descansados. Os "baldes de água" estão mesmo à porta. Se a abrirmos com pouca cautela sujeitamo-nos a levar com eles em cima...

    ResponderEliminar
  4. Estão a testar a nossa resistência e a sondar o que se passa nas salas dos profs e blogues para sondar até que ponto podem ir. Mais 30 dias, probably.

    ResponderEliminar
  5. Nunca deixei de ficar apreensiva e o meu lado pessimista já não me deixa ter muita esperança...Realço que o ME apenas quer um intervalo para recuperar energia e votos...

    ResponderEliminar
  6. se 30 dias é pouco...trabalhem mais horas,por isso têm isenção...
    se não conseguirem,nós esperamos...mas,por favor,salvem a escola pùblica.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...