segunda-feira, 26 de maio de 2008

Escola de Joane já "fundiu" 1º e 2º ciclos e sem "transições bruscas".

No sítio da RTP a 25/05/2008: "Para o agrupamento de escolas Bernardino Machado, em Joane, o parecer do Conselho Nacional de Educação que sugere a fusão do 1º e 2º ciclo já vem tarde: ambos os ciclos trabalham em conjunto e os alunos dizem não sentir qualquer "transição brusca".
(...)
"Os alunos do 1º ano já têm Inglês, Educação Física, Música e Estudo Acompanhado que são algumas das disciplinas que vão ter ao longo de toda a vida escolar", salientou o presidente do agrupamento.
(...)
No início do ano lectivo, todos os alunos entram para o 5º ano chegam à escola acompanhados pela professora ("São quase sempre mulheres", diz Alfredo Lima, presidente do agrupamento) que leccionou o 4º ano.

"As crianças são entregues ao novo director de turma pela professora que os acompanhou no ano anterior", frisou Alfredo Lima.
(...)
A cada aluno do 5º ano é entregue um mapa da escola com a localização de todos os serviços, o nome dos funcionários, as tarefas que desempenham e informações úteis como por exemplo, como se deve comprar a senha para o almoço.

"Acho muito bem a proposta de juntar os dois ciclos num só desde que isso não implique haver menos docentes a leccionar e turmas maiores", salientou o presidente do Agrupamento de Escolas Bernardino Machado.

Com a junção do 1º e 2º ciclos, a "transição brusca" pode estar a ser adiada para o 3º ciclo.

"A passagem para o 3º ciclo (para o 9º ano) é a mais complicada de todas porque há mais professores, mais disciplinas e novos métodos de estudo", disse Alfredo Lima.

O "maior problema" na mudança do 1º para o 2º ciclo para Patrícia Carneiro aconteceu na primeira semana de aulas.

"Estávamos à espera da professora de Ciências para ter aulas e como não a conhecíamos, deixamo-nos ficar no recreio a brincar. Teve que ser a professora a vir cá fora chamar os alunos", recordou Patrícia."

Ver Artigo Completo (RTP)

------------------------
Comentário: Se a transição for feita desta forma, agrada-se a todos (políticos, psicólogos, alunos, encarregados de educação e professores). Acho um pouco excessivo que os alunos do 4.º ano cheguem à escola, no início do ano lectivo acompanhados pela professora do 1.º ciclo, no entanto, reconheço que esta medida pode ter efeitos positivos em alguns alunos, pois poderá diminuir a ansiedade inicial dos "catraios". E na realidade, o que o presidente do agrupamento de escolas afirmou, é uma verdade indesmentível... Se for feita a junção do 1º e 2º ciclos, nos moldes que o governo pretende, poderemos simplesmente estar a adiar a "transição brusca" para o 3º ciclo. Será que a próxima fase, será fundir o "futuro" 1.º+2.º ciclo com o 3.º ciclo? Hipótese estúpida, mas com este governo, perfeitamente concretizável...
------------------------

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...