quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

O terror de avaliar.

No Correio da Manhã - Artigo de Opinião - de 18/02/2008: "É tempo de acabar com este horror nacional ao rigor. É tempo de pôr as escolas a ensinar. É tempo de avaliar os professores.
(....)
Em segundo lugar, porque a população deste sítio cada vez mais mal frequentado ainda não se conseguiu libertar de uma cultura salazarenta e medíocre que não privilegia a liberdade, a verdade, o rigor e tem um verdadeiro horror à concorrência, ao mercado e a qualquer tipo de avaliação. Veja-se o espectáculo triste que se está a passar na Educação. O Governo de Sócrates pode ter muitos defeitos e ter cometido muitos erros. É verdade. Mas fez nestes três anos muitas reformas corajosas e tomou medidas verdadeiramente exemplares e raras neste sítio muito dado ao laxismo e à lamúria. Uma delas é a avaliação dos senhores professores. Uma avaliação a sério e não apenas uma farsa burocrática para justificar progressões na carreira.

A reacção não se fez esperar. Sindicatos, partidos da Oposição e professores andam por aí aos gritinhos a berrar contra a proposta do Governo. Apontam o dedo a isto e aquilo só por terem vergonha de dizer alto e bom som que o que não querem verdadeiramente é ser avaliados. Fazem manifestações convocadas por SMS, avançam com a nova praga lusa das providências cautelares para tentar travar, com a conivência de uma Justiça e de juízes arcaicos, uma medida essencial para separar o trigo do joio no sistema de ensino. A educação neste sítio anda há mais de trinta anos a degradar-se e a servir de campo de ensaio para reformas saídas das cabeças de génios que usam os alunos como cobaias das suas idiotices. É tempo de acabar com este horror nacional ao rigor. É tempo de acabar com os incompetentes nas escolas. É tempo de pôr as escolas a ensinar. É tempo de avaliar os professores."

Ver Artigo Completo (Correio da Manhã)

------------------------
Concordo com o facto da anterior avaliação do nosso desempenho ser uma farsa burocrática, pois como todos sabemos essa avaliação nada tinha de avaliação, uma vez que consistia basicamente em frequentar umas acções de formação e entregar relatórios. Até aqui tudo bem...

Quanto ao resto do que foi redigido neste artigo de opinião, posso tecer algumas considerações, que por serem feitas nesta blog, não estão sujeitas à filtragem do Correio da Manhã:

(1) Quando não se conhece a realidade sobre a qual se redige, existem fortes probabilidades de escrever mediocridades. É o caso deste "jornalista", que se limita a relatar inverdades e publicidade enganosa de origem governamental;
(2) Não admiro a inteligência de pessoas que para conseguir realçar o seu ponto de vista utilizam expressões como "gritinhos". Extremamente lamentável e de certa forma comparável com "professorzecos";
(3) Não se põe a questão do "objectivo" da avaliação, mas sim da "forma" da avaliação. Para "jornalista" este senhor, revela uma falta de informação ou de ceguez profissional;
(4) Neste caso concreto, a educação serviu como campo de ensaio para preparar uma verdadeira "cobaia de idiotices" (com pleno sucesso);
(5) As providências cautelares e os tribunais existem para travar incompetências e injustiças, não para travar a separação entre trigo e joio;
(6) Aconselho este "jornalista" a tomar doses potentes de laxantes... Pode ser que assim suporte melhor o "laxismo e as lamúrias" dos professores e em vez de escrever, deite pela sanita abaixo aquilo que escreve.
------------------------

11 comentários:

  1. Boas.
    O teu comentário está muito bom. Já experimentaste enviar um mail ao Correio da Manhã??
    Aliás... acho que todos nós devíamos atulhar o mail do Correio da Manha de emails. Era msm o que mereciam para porem um gajo destes a dizer o disse.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Olá,

    Tudo bem contigo?

    O 4º ponto do comentário está brilhante!!! :)

    Abraço

    RQuelhas

    ResponderEliminar
  3. Concordo plenamente contigo. Esse jornalista está completamente equivocado relativamente à nossa profissão.
    Bjinho D.

    ResponderEliminar
  4. É inacreditável, falarem do que não sabem...e chamam a isto jornalismo!!!!
    O teu comentário esta brilhante!!!!

    Angela

    ResponderEliminar
  5. Para corduroy: Sinceramente nem me vou dar ao trabalho de enviar o meu comentário para o Correio da Manhã, pois sei perfeitamente que o mesmo não seria aceite. Mas enviarei um comentário um pouco mais "soft" e com críticas bem camufladas em palavras "recheadas" de preciosismos. Pode ser que passe... ;)

    Mas é uma boa ideia, "entupir" o mail destes tipos. Como é que dão emprego a um "senhor" de tão baixo calibre?

    Abraço para ti...

    ResponderEliminar
  6. Para RQuelhas: Tudo bem comigo. Cheio de trabalho, mas nada a que a nossa profissão não esteja sujeita. Ao contrário, do que este "senhor" afirma ainda não estou a dar gritinhos! Eh eh eh...

    E contigo?

    Não resisti a utilizar o sarcasmo nesse ponto. Foi mais forte que eu. Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Para D.: Ele está equivocado relativamente ao que afirma acerca da nossa profissão. No entanto, acho que o maior equívoco dele foi ter "ido" para jornalista. Com tanta estupidez devia ter ingressado na política. Beijo.

    ResponderEliminar
  8. Para Angela: Não costumo abusar de sarcasmo e acutilância nos comentários. Mas com tanta estupidez junta num artigo de opinião, reconheço que se não o tivesse feito, teria de dar uns "gritinhos"! Este tipo é um laxista intelectual... Nada mais.

    ResponderEliminar
  9. Excelente o teu comentário! Concordo plenamente contigo!

    Bom trabalho

    Margarida

    ResponderEliminar
  10. Excelente comentário Profcontratado!
    Mas infelizmente a desunião que nos une...passa esta ideia à sociedade em geral....e "paga o justo pelo pecador"...

    Tanta tinta a correr...tanta gente a ganhar dinheirinho à custa dos gritinhos dos professorezecos....enfim!

    ò gente da minha terra....agora é que eu percebi...esta tristeza que trago....foi de vós que a recebi!

    Beijos e coragem...
    Não quer formar um partido e candidatar-se o ano que vem?
    Mª Jó

    ResponderEliminar
  11. Sinceramente eu fiquei chocado a ver a tal noticía.
    Para mim este tipo de afirmações xcorrespondem as afirmações que Miguel Sousa Tavares proferiu na TVI há uma semana atrás.

    Atenção colegas que joga-se sujo pelos meios previligiados (os media).

    É necessário fazermos algo para desmagnetizar as teorias que estes FDP fazem questão de colocar em praça pública.

    Devemos ir lá para fora e manifestar dia 08/03/08 e aproveitar para assobiar a este Governo;(não, não sou sindicalizado!!)

    Devemos continuar a usar a net como uma arma;

    Devemos tentar passar a mensagem aos colegas que dormem sobre esta fase catástrofica que esta sob o nosso tecto.

    E para completar deixo estes vídeos do "ZÉ" a responder aobre a avaliação.

    Eu quero, posso e mando!!

    http://beparlamento.esquerda.net/index.php?option=com_content&task=view&id=644&Itemid=1

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...