terça-feira, 16 de maio de 2017

Não são só os diretores das escolas a querer...


Comentário: Dificilmente encontraremos um professor (pelo menos um que ainda tenha o mínimo de equilíbrio mental) que esteja satisfeito com as datas das diversas etapas dos concursos, nomeadamente com a já tradicional entrada em agosto da manifestação de preferências e os resultados das colocações em pleno setembro... 

Esta calendarização está tão enraizada em nós, que muitos não se questionam o porquê de tal acontecer e outros tentam convencer-se que se acontece é porque existe uma justificação válida.


Bem sei que existem situações que não permitem um tremenda antecipação das listas de colocação dos diversos concursos, mas continuo a pensar que com a capacidade atual dos processadores dos computadores (partindo do princípio que não utilizam um ZX Spectrum 128K - por acaso ainda tenho aqui o meu) e com um bom "algoritmo", a "coisa" poderia ser feita em menos tempo. Relativamente a este tema, estou plenamente de acordo com o Alexandre e coloco também aqui o desafio:


"Espelho meu, espelho meu, haverá algum ministro capaz de despachar os concursos de professores até 31 de julho?"


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...