quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Do absoluto absurdo...

 
Comentário: E não é um tipo de cancro, mas sim três... É nestas alturas que me revolta ainda mais a questão dos hipotéticos falsos "destacamentos" por doença (onde estão inseridos os eventuais situações de apoio a familiares doentes).

Não desejo mal a ninguém mas depois de ver a situação desta colega, tenho alguma dificuldade de contenção. Uns conseguem tudo e mais alguma coisa, e outros mesmo com problemas reais e fáceis de comprovar, são sujeitos a situações como aquela descrita na notícia.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...