quarta-feira, 22 de abril de 2015

As listas provisórias nos meios de comunicação social

Concursos: Professores avançam para tribunal contra ministério 

Professores contratados dizem que permanecem injustiças 

Docentes com mais de 10 anos de serviço de fora das listas de colocações 

Comentário: Apenas coloquei aqui 3 possibilidades daquilo que poderão encontrar numa curta pesquisa relativa às listas provisórias recentemente publicadas. Quanto às iniciativas que possam ser desenvolvidas pelos sindicatos, serão justas mas dificilmente terão resultados a médio prazo, pelo que as injustiças criadas "extraordinariamente" jamais serão corrigidas.

Quanto às estatísticas que possam ser espremidas das listas, reconheço não ter paciência (nem tempo) para as ver (e muito menos para as elaborar). A única análise que fiz foi comparar e cruzar a lista do meu grupo de recrutamento com as listas de 2013 de quase 100 colegas que se encontravam acima de mim em termos de graduação, e de forma aleatória, mais uma boa dezena dos que estavam ainda mais acima para ver o que tinha acontecido.

E recomendo que todos façam algo similar ao que fiz, para na eventualidade de detetarem algum "intruso" poderem reclamar (procedimento que termina a 27 deste mês).

2 comentários:

  1. Acho que já se deveria escrever,

    docente com mais de 15 anos de serviço fora das listas de colocações,
    e não invalida que haja casos de mais de 20 anos, porque existem.

    ResponderEliminar
  2. È só merd, quando os empregados estão todos contra o patrão a empresa está falida.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...