terça-feira, 5 de novembro de 2013

Calendário e valores a pagar relativos à prova de conhecimentos e capacidades

E agora que foi publicado o diploma que estabelece o calendário de realização da prova de conhecimentos e capacidades, as condições de aprovação e os valores a pagar pela inscrição, consulta e pedido de reapreciação da mesma (aqui), ficam algumas informações para mais tarde recordar e relativas ao presente ano letivo (2013/2014):

Calendário:

- Componente comum da prova: 18 de dezembro de 2013.
- Componente(s) específica(s) da prova: entre os dias 1 de março e 9 de abril de 2014, inclusive.

Valores a pagar:

- Inscrição na prova (inclui a componente comum e uma componente específica): € 20,00.
- Inscrição em cada componente específica da prova, além incluída no ponto anterior, nas situações em que o candidato pretenda ser opositor a mais do que um grupo de recrutamento: € 15,00.
- Consulta de cada uma das componentes da prova: € 15,00.
- Pedido de reapreciação de cada uma das componentes da prova: € 20,00. (este valor será restituído sempre que a classificação resultante da reapreciação for superior à classificação inicialmente atribuída).

Resta agora multiplicarem estes valores por 35 000 (que será o número aproximado de colegas que têm de se sujeitar a esta prova) e ficam com uma ideia interessante do impacte financeiro. Só em incrições teremos 700 000 euros... Enfim.

21 comentários:

  1. Não há palavras para descrever isto!
    Tanta humilhação!

    ResponderEliminar
  2. não há palavras...

    onde andam os nossos intelectuais?

    por favor,salvem-nos.

    ResponderEliminar

  3. Humilhação para aceder ao empreguinho do Estado? francamente!!!

    Livre escolha já no ensino

    Cheque ensino já

    Escola privada já

    Livre concorrência já

    Acabar com esta malandragem já

    ResponderEliminar
  4. E ONDE VAI SER O LOCAL DE REALIZAÇÃO DA PROVA??? JA SE SABE? OU AINDA É SEGREDO?

    ResponderEliminar
  5. Se ninguem se inscrever... se tiverem coragem para se afirmar...

    ResponderEliminar
  6. Concordo consigo, anónimo das 1:04, acontece que tal atitude já deveria ter sido tomada há cerca de 7 anos quando no concurso externo apenas vincularam cerca de 300 colegas. Nessa altura se nenhum contratado tivesse concorrido talvez as coisas estivessem noutro pé! Mas infelizmente a desunião que nos liga cada vez é maior basta para isso relembrarmos a questão da avaliação: quantos que no 1º e 2ºano pediram avaliação, e apenas porque se encontravam muito abaixo nas listas? No ano em que a avaliação contou passaram-me à frente cerca de 150 colegas! Já para não falarmos que existem colegas do quadro que estão contentes com toda esta situação, e olhe que sei do que falo: na escola onde estou colocada temos lá uma colega do sindicato que até afirma que temos (os contratados) que pensar isto de forma positiva pois iremos dar algum trabalho - a vigiar e a corrigir - a colegas que estão com algumas dificuldades em arranjar componente letiva! Claro que se esta colega se preocupasse em entregar as av intercalares cuja reunião já foi dia 23 de out e deixasse de dizer tanta asneira podia ser que as coisas até evoluíssem de outra maneira... mas deixo um desabafo: a prova é dia 18 dez? Talvez 1º dia de reuniões de avaliação? azar dessa colega é talvez ser minha secretária e talvez este ser o 1ºano em que a secretária realmente fará o trabalho que lhe é devido...
    Só mais uma coisa este é o meu 17º de contratação!
    Bem haja

    ResponderEliminar
  7. Temos que nos mobilizar e ninguém comparecer! Estou desempregada a mais de 1 ano e vou pagar por uma prova que sei que não me dará emprego? Como pode colegas????????Joana

    ResponderEliminar
  8. Concordo:

    Livre escolha já no ensino

    Cheque ensino já

    Escola privada já

    Livre concorrência já

    ResponderEliminar
  9. é de lamentar esta prova, então porquê que nem todos os licenciados o fazem! porquê só os professores. querem banir com a nossa classe. que vergonha, eu tenho vergonha de ser portuguesa, é só corruptos.

    ResponderEliminar
  10. Nunca pensei ter de pagar para hipoteticamente poder vir a ter emprego, muito menos pagar com a certeza de o não conseguir ter. Como a colega Joana também estou desempregada posso dizer que infelizmente à um bocadinho mais de tempo 3 anos!?!?

    ResponderEliminar
  11. Vamos deixar de olhar só para o nosso umbigo, temos que olhar para a profissão sem estar a pensar só nos problemas individuais de cada um, mas sim pensar que a nossa classe está a ser humilhada, descredibilizada e discriminada.
    Se nós temos que realizar a prova de conhecimentos e capacidades para lecionar e por em causa, não só, todo o trajeto académico e profissional.
    Vamos ser realistas, porque é que nós Professores temos que nos sujeitar a esta prova e Médicos, Enfermeiros, Juízes, Engenheiros, Farmacêuticos, Bancários, Políticos, entre outros não têm que o fazer?
    Temos que defender a igualdade de direitos e não deixar que humilhem a nossa profissão. Já somos avaliados todos os anos letivos, o que não se verifica em outras profissões.
    Vamo-nos unir todos sem exceção e não permitir que nos pisem mais e descredibilizem a nossa profissão.

    ResponderEliminar
  12. Correção no segundo parágrafo. “Se nós temos que realizar a prova de conhecimentos e capacidades para lecionar e por em causa, não só todo o trajeto académico, mas também o trajeto profissional.“

    ResponderEliminar
  13. Quais são as consequência de não fazer a prova?
    Não tenho intenção de me inscrever.

    ResponderEliminar
  14. Qualquer dia torna-se pratica corrente em qquer emprego. Cambada de iluminados que nós temos neste país. Por vezes perguntam-me se tenho orgulho em ser português....maldita a hora em que eu nasci português.

    ResponderEliminar
  15. Gozam connosco e nós deixamos... Até quando?

    ResponderEliminar
  16. como é que os contratados estão tão calados? E os sindicatos não fazem nada?

    ResponderEliminar
  17. Ainda não ouvi ninguém preocupar-se com o tipo de prova que se vai fazer agora. O que é uma componente comum? Que tipo de prova se vai fazer? Que critérios? Matriz? Conteúdos?

    ResponderEliminar
  18. Era ninguém se inscrever a ver o que faziam depois. Isto é o cumulo do abuso de poder e um roubo verdadeiramente cruel sem qualquer interesse para a melhoria da escola pública.

    ResponderEliminar
  19. a efectivar-se a dita....terá que ser para todos:
    quadro
    vinculados
    contratados
    tiraram todos o mesmo curso,no mesmo sitio....
    uns aptos ...outros candidatoa a aptidão....

    só mesmo de loucos,,,enterrem-nos e desenterrem os justos.

    valha-nos DEUS....

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...