quarta-feira, 19 de junho de 2013

Nuno Crato, parágrafo menor

(Diário de Notícias, 19-06-2013)


Comentário: Aposto que aquilo que Baptista-Bastos escreveu, encontrará reflexo no raciocínio de muitos (eventualmente a maioria) dos que lêem este blogue. Recomendo a leitura do artigo acima e assino por baixo.

2 comentários:

  1. li e concordo, ricardo! Assino também. a hipocrisia que nos persegue há tantos anos, cada vez mais difícil de mascarar, está cada vez mais visível. porquê? porque está a atingir níveis inimagináveis! eu só vejo um caminho: resistir, resistir, resistir...

    ResponderEliminar
  2. Olá Ricardo!
    Se bem interpretei, Baptista Bastos associa o que se está a passar na educação, a ideologias partidários, o que, em minha opinião, é muito perigoso - os valores educativos existem em pessoas de todas as facções partidárias - exemplo disso são o PROmova, o MUP e a APEDE; além de que um dos problemas de Portugal é não ter um sistemna educativo independente dos sucessivos governos (o que já não é nem de hoje nem de ontem, tem mais de um século...).

    Quanto a Nuno Crato, quem reparou o que defendia e não o que acusava, percebeu que a formação integral não estava sequer equacionada e que a lei do saber "ler, escrever e contar" era a eleita; assim sendo, estava tudo dito. Fiquei muito triste e até revoltada com a nomeação de Nuno Crato.

    Um abraço
    Cristina

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...