quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Número extraordinariamente pequeno de vagas...

Governo abre apenas 600 vagas para vínculo extraordinário de professores 

Comentário: Mas alguém ficou surpreendido com o número extraordinariamente reduzido de vagas para a vinculação de professores contratados?! O objetivo do MEC nunca foi o de reduzir a precariedade dos colegas contratados, mas sim o de cobrir uma das pontas legais que advinham dos contratos sucessivos... E melhor do que isso conseguiu fazê-lo com a assinatura de alguns sindicatos.

Sempre defendi que este concurso era uma artimanha para enganar "meninos" e que os sindicatos não deviam alinhar nesta treta. Já se previa o desfecho. 

Espero estar enganado, mas creio que esta será a última vaga de entradas em quadro dos próximos anos. A existirem vagas para entradas em quadro no concurso ordinário, serão ainda mais residuais. 

Considerações à parte, acho que devemos estar atentos às listas desta vinculação extraordinária... Sempre quero ver se quem tanto criticou, insultou e se inflamou em defesa deste concurso extraordinário vai tentar aproveitar a oportunidade ou se prefere continuar contratado. É que pelos menos dois destes defensores  (e eventuais comentadores deste blogue) estão bem no top 10 das listas de graduação dos seus grupos de recrutamento... Não concorrendo, qual será a desculpa que irão utilizar? Quando forem publicitadas listas de vinculação extraordinária, irei retornar a este tema, com alguns casos concretos (e expectáveis).

9 comentários:

  1. Se o número de vagas da VE corresponder ao número de vagas a abrir em QA no concurso ordinário, isso significará que em vários grupos continuarão a ficar QZPs de fora e que os contratados que vincularem ficarão sem QA, ou seja, serão pau para toda a obra em grandes zonas geográficas (se se confirmar a intenção de alargar as zonas). Por outro lado, este número anuncia grupos sem vagas ou com um número residual de vagas.

    ResponderEliminar
  2. onde saiu este número?
    só???? mas não me espanta.....
    e para que grupos? serão distribuidos por todos??igualmente???

    ResponderEliminar

  3. ESTES TIPOS ATÉ FAZEM RIR! PORQUE NÃO PROCURAM EMPREGO NO PRIVADO?

    ResponderEliminar
  4. Desculpem? Tenho andado a dormir ou quê??? Preferir continuar contratado??? Estamos a brincar, só pode? Que interessa o nº de vagas se ainda não sei definitivamente as regras do concurso! O quê? É-se mesmo obrigado a concorrer ao nível nacional??? Sim??? Não??? Perdoem-me, mas venha o diabo e escolha! Ser um ex-contratado ou novo vinculado, segundo as regras que se têm ouvido é uma proposta altamente disfarçada de bom veneno. Baixem lá as garras que ninguém tem o direito de julgar ninguém! Cada um é livre de tomar as suas opções, básicamente opções obrigadas é que não! Há sempre outros caminhos... Informem apenas e deixem lá os juízos de valor! Afinal é Natal!gfvy67t

    ResponderEliminar
  5. Neste país, todos criticamos, assustamos, preocupamos, tiramos conclusões e até nos agredimos verbalmente entre colegas. Pensando bem... se queremos que haja mudança, temos de ser nós a começar. Os sindicatos?!? Não me parece... É cada um de nós, dignificando a nossa profissão. Isto faz-se: 1.º respeitando a ética profissional- quantos colegas, se atropelam na sua profissão para conseguir um Muito Bom?; 2.º não permitir que nos diferentes ciclos, haja tanta crítica destrutiva entre colegas. Só quando os professores tomarem consciência de que a Educação parte de cada um e começarmos a mudar estas coisas básicas, então será hora de formar a ordem de professores e lutar dignamente pelos direitos de todos desde o ensino pré escolar ao secundário e superior!

    ResponderEliminar
  6. Ratoeira !!

    Sair de um horário zero por culpa do governo ter dado á GPS turmas e ir para contrato só por dois anos e depois ; Abismo !

    ... só lá vão quem quer !

    ResponderEliminar
  7. Não sei se haverá vagas para o Algarve no 400 mas se existerem e eu reunir condições para concorrer vou faze-lo. Duvido que no meu grupo fiquem vagas por preencher, mas vou testar essa teoria concorrendo para todo o país!

    ResponderEliminar
  8. Este concurso também abrange professores contratados que não estão colocados?

    ResponderEliminar
  9. Sou contradado desde 1996. Ao fim de 15 anos concecutivos de contrato (últimos 11 anuais e completos) fiquei de fora... no ano letivo de 2011/2012. Não renovaram... Os meus primeiros anos de trabalho (7 ANOS!!!) foram a mais de 200km de casa! Tinha 24 anos! Depois disso fui-me aproximando... Atualmente sou o 2º do meu grupo na minha zona. Tenho 40 anos, casado e pais de filhos. Tenho casa "fixa". Consegui colocação este ano a 54km de casa. Estou novamente a afastar-me. Contratado assim ou vincuuulado em "cascos de rolhas" NÃO OBRIGADO!!! Já andei por este país fora porque pensei que seria assim... a melhor forma. Sacrifício e depois benefícios. Andar para trás? Levo a mulher (e o emprego dela), os filhos, a casa??? Vendo a casa compro outra?? É tudo rosas mas todos temos vida privada da qual dependem outros de nós e nós deles!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...