quinta-feira, 19 de abril de 2012

Perseguição?

Comentário: Não conheço os meandros desta situação particular, mas compreendo que o conflito partidário possa ser levado a patamares de alguma insanidade. Não sei se será o caso em questão, mas traz-me à memória algo desagradável que ocorreu comigo.

Há uns anos atrás vi-me envolvido numa disputa de cores políticas (enquanto "peão") dentro de uma instituição escolar e fiquei realmente desgastado com o grau de mesquinhez que alguns políticos de pacotilha (e respetivos "adjuntos") conseguiam atingir para para alcançar determinados fins. Nunca me esquecerei da mesma e estou certo que um dia irá fazer parte de algum tipo de publicação com direito a documentos de "apoio".

12 comentários:

  1. Temo que estas "perseguições", daqui a poucos anos, sejam o "prato do dia"!!!

    ResponderEliminar
  2. Elas já começaram a algum tempo. Mas não só devido a cores partidárias ou já se esqueceram das avaliações.

    ResponderEliminar
  3. le professeur portugaisabril 20, 2012 1:22 da tarde

    é lamentável...

    ResponderEliminar
  4. Não há fumo sem fogo...

    ResponderEliminar
  5. A Avaliçao foi a mesqinhez inveja e mediocridade dos diretores e seus capachos. A seu tempo pedirei ao colega Ricardo que publique as 10 pàgs. de infamias que tive de resposta a minha avaliçao. Ah que ainda tive que pagar 10€!!
    É o nosso Portugal

    ResponderEliminar
  6. Por motivos de proteger a minha pessoa (não sou cobarde, mas receio represálias do diretor), no meu caso particular a ADD veio trazer a mais vilanagem pouca vergonha e compadrio entre os "OS ILUMINADOS" avaliadores (atribuindo a avaliação em causa própria), medíocres, prepotentes, sem currículo, mas...! Resultado, com prejuízo da minha vocação... vou-me embora deixando esta ESCOLA que me dá nojo. Desculpem-me!

    ResponderEliminar
  7. Acompanho este blog desde que sou professora e tenho aprendido muito sobre vários aspetos e tem sido extremamente útil para me manter atualizada e por isso agradeço do fundo do coração ao colega Ricardo. Raramente comentei, e nunca de forma anónima. Neste caso assim o farei para evitar conflitos, mas não resisti a dizer algo porque, de facto, fiquei bastante incomodada com a notícia. Ninguém pode, de facto, julgar uma realidade que não conhece...
    Tive a sorte e o prazer de ser colocada nesta escola há alguns anos e custa-me ver o que aqui é referido, porque só tenho a dizer bem. A direção é composta por pessoas extremamente competentes e profissionais e que reconhecem o trabalho do corpo docente e de quem é dedicado, competente e se esforça em prol dos seus alunos. Aliás, foi das poucas escolas em que eu senti que todas as decisões eram feitas em prol dos alunos e com prioridade nos interesses dos alunos. Tem excelentes professores, grande parte deles já com muita experiência, e sempre prontos a acolher bem e a ajudar e orientar os colegas novos. Foi assim comigo e foi com colegas que entraram na escola depois de mim. A escola costuma ter bons resultados na generalidade das disciplinas e mesmo resultados de exames superiores à média nacional. E isso é fruto de dedicação e trabalho conjunto entre alunos, professores e direção. Posso-vos dizer que não tenho nada a ganhar com este comentário, o meu futuro não passa por esta escola, nem pela zona sequer. Mas sempre que tenho conversas com amigos e colegas, refiro sempre esta escola e os profissionais desta escola como exemplares e como uma experiência marcante de aprendizagem e amadurecimento enquanto profissional. Muitas vezes disse que se pudesse cortar o mapa e colocar Sesimbra e a Escola de Sampaio ao pé de mim, teria todo o gosto. Todos sabemos que a ADD trouxe conflitos em várias escolas, eu não presenciei tal, mas não nego que possa ter acontecido posteriormente. Não posso falar daquilo que não sei. Mas lamento que o colega que comentou anteriormente assim se sinta. Agora, parece-me absurda a alegação de perseguição por uma questão política. Mas um diretor ia mobilizar alunos e pais a fazerem uma queixa por causa da cor partidária?? Mesmo que não conhecesse a realidade em causa, iria duvidar de tal... Se calhar sou ingénua, mas parece-me algo difícil de acreditar. E acho curiosa a caixa de comentário anexa à notícia... Mas também sabemos que há alunos e alunos... Não tenho nada contra a pessoa em questão, mas acho que é impossível ficar indiferente... Eu, e felizmente como muitos, a maioria dos professores, trabalho bastante, dedico muito à preparação das minhas aulas e ao apoio a prestar aos meus alunos e esforço-me por ser uma referência profissional e pessoal. E ainda bem que o vínculo não permite nem protege tudo impunemente.

    ResponderEliminar
  8. Este professor é do pior que há. Uma vergonha para todos professores! Coitados dos alunos que ao longo de tantos anos foram seriamente prejudicados.Tudo o que parece impossível acontecer numa aula, passa-se aqui.Incompetente, alcoolico,bossal, imoral. Toda a escola e comunidade o sabem. Esta campanha nos jornais é feita por ele a ver se faz desta questão um assunto político. Todos os professores deviam ficar contentes com o facto de gente desta ser suspensa!

    Quanto ao autor do penúltimo comentário, não tem pudor em apoiar o Lucas e denegrir os restantes colegas. A escola não precisa de alguém assim. Ainda bem que está de saída...

    ResponderEliminar
  9. Estou dentro deste assunto, sou professor desta escola, e garanto que o argumento da perseguição política é completamente falso e inventado pelo professor acusado.

    O Diretor desta escola nada tem a ver com este processo porque a sua origem foi uma queixa dos alunos e dos pais feita diretamente para a DRELVT.

    É lamentável toda esta situação mas muito mais lamentável é que este “pseudoprofessor” tente conspurcar a imagem do Diretor, homem independente, sério, de grande formação moral e humana e que ao longo de muitos anos tem apenas lutado pela melhoria da qualidade do ensino público, não descurando nunca o humanismo necessário à gestão dos recursos humanos da escola.

    Para os comentadores anteriores e que opinam, cegamente, sobre as perseguições a professores aconselho a que sejam sérios e se tiverem dúvidas, sobre este caso, façam uma pesquisa usando o nome do Prof. acusado.

    ResponderEliminar
  10. Estou dentro deste assunto, sou professor desta escola, e garanto que o argumento da perseguição política é completamente falso e inventado pelo professor acusado.
    O Diretor desta escola nada tem a ver com este processo porque a sua origem foi uma queixa dos alunos e dos pais feita diretamente para a DRELVT.
    É lamentável toda esta situação mas muito mais lamentável é que este “pseudoprofessor” tente conspurcar a imagem do Diretor, homem independente, sério, de grande formação moral e humana e que ao longo de muitos anos tem apenas lutado pela melhoria da qualidade do ensino público, não descurando nunca o humanismo necessário à gestão dos recursos humanos da escola.
    Para os comentadores anteriores e que opinam, cegamente, sobre as perseguições a professores aconselho a que sejam sérios e se tiverem dúvidas, sobre este caso, façam uma pesquisa usando o nome do Prof. acusado.

    ResponderEliminar
  11. Estou dentro deste assunto, sou professor desta escola, e garanto que o argumento da perseguição política é completamente falso e inventado pelo professor suspenso.
    O Diretor desta escola nada tem a ver com este processo porque a sua origem foi uma queixa dos alunos e dos pais feita diretamente para a DRELVT.
    É lamentável toda esta situação mas muito mais lamentável é que este “pseudoprofessor” tente conspurcar a imagem do Diretor, homem independente, sério, de grande formação moral e humana e que ao longo de muitos anos tem apenas lutado pela melhoria da qualidade do ensino público, não descurando nunca o humanismo necessário à gestão dos recursos humanos da escola.
    Para os comentadores anteriores e que opinam, cegamente, sobre as perseguições a professores aconselho a que sejam sérios e se tiverem dúvidas, sobre este caso, façam uma pesquisa usando o nome do professor suspenso.

    ResponderEliminar
  12. Estou dentro deste assunto, sou professor desta escola, e garanto que o argumento da perseguição política é completamente falso e inventado pelo professor suspenso.
    O Diretor desta escola nada tem a ver com este processo porque a sua origem foi uma queixa dos alunos e dos pais feita diretamente para a DRELVT.
    É lamentável toda esta situação mas muito mais lamentável é que este “pseudoprofessor” tente conspurcar a imagem do Diretor, homem independente, sério, de grande formação moral e humana e que ao longo de muitos anos tem apenas lutado pela melhoria da qualidade do ensino público, não descurando nunca o humanismo necessário à gestão dos recursos humanos da escola.
    Para os comentadores anteriores e que opinam, cegamente, sobre as perseguições a professores aconselho a que sejam sérios e se tiverem dúvidas, sobre este caso, façam uma pesquisa usando o nome do professor suspenso.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...