quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Acolhida ou encolhida?


Comentário: E porque não haveria de estar a ser bem acolhida?! 90% dos professores não conhece a proposta, e os poucos que a conhecem não são suficientes para serem representativos em termos de contestação. À exceção de EVT poucos são os que se fazem ouvir...

Quando for tarde demais, muito gente se vai dar ao trabalho de ler e reler a proposta de revisão curricular. Infelizmente, e mais uma vez, quando já não adiantar para absolutamente nada. Continuemos a encolher os ombros.

7 comentários:

  1. Se reparares, basicamente mexe com EVT, e pouco. Nem cuega a ter ar de ajustamento, quanto mais de reestruturação.

    ResponderEliminar
  2. Pois mas por exemplo nas Ciências Experimentais foi dito aos diretores sexta-feira que estes só terão 3 tempos semanais. Se assim for não há qualquer desdobramento... algo não está bem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A falta de esclarecimento e interpretações incorretas fizeram com que as ciências não percebessem as intenções do sr. M.
      Mas tiradas as dúvidas e preciso agir!
      E depressa!

      Proponho o uso do mail próprio e do uso do portal portugal.gov.pt

      Eliminar
  3. Ricardo não te esqueças do pessoal da informática... também tem feito por se ouvir!
    Um Abraço!

    ResponderEliminar
  4. No Ensino Secundário a 2 opção mexe com todos os grupos, para não falar da Formação Cívica que vai implicar menos colocados em todos os grupos...
    A crise económica é de tal forma grave que a revisão curricular parece uma discussão a feijões, comparando com o Tsunami que pode vir de seguida...
    Considero, no entanto que poupar na educação é hipotecar o futuro da nação.

    ResponderEliminar
  5. Um revisão ou reestruturação (não são a mesma coisa, pelo menos no plano gramatical) do currículo já está a ser debatida nos conselhos pedagógicos deste mês de Janeiro.
    Parece que a coisa está decidida nas ESFERAS ALTANEIRAS E ILUMINADAS do 13º andar da 5 de Outubro. Os cursos CEF deixam de ser dados e o corte da Formação Cívica significam um corte de 30% dos atuuais horários no conjunto dos professores contratados colocados, incluíndo ciências, inglês, Matemática, Língua Portuguesa e História (os grupos mais afetados com estes cortes). O tão proclamado reforço de tempos nos grupos tidos por "essencias" não chega para compensart a perda que o fim dos cursos CEF vai trazer. Dão uma esmola mas tiram uma fortuna.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...