quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Sem acordos...


Comentário: Obviamente que o Governo não tem nem terá acordos para todos os professores. A esmagadora maioria terá de arriscar cegamente. Acordos? Acordos para quê? O que interessa é que uma grande fatia de mão de obra qualificada se ponha a milhas e que não chateie mais.

10 comentários:

  1. A Revolução é uma inevitabilidade...
    no que resta deste último ano lectivo, que será o último para a totalidade dos contratados e para 30 mil Professores do quadro, deve ser utilizado por nós, em lugar de ensinar conteúdos desnecessários, para a vida futura que o "caldinho" que este desGoverno lhes preparou, vamos ensinar-lhes:
    - O que era Portugal antes da entrada na CEE em 1986;
    - O que era Portugal antes do Euro;
    - O Povo grande e orgulhoso que fomos;
    - Como exercer o Direito Cívico Fundamental da desobediência civil;
    - Em que consiste o Direito à indignação;
    - Como reconhecer um neo-liberal;
    - (...)
    Enfim, mais as outras coisas que, por motivos óbvios já não se pode escrever na blogosfera em Portugal...
    A Revolução já é uma inevitabilidade, após estes últimos quinze dias qualquer tentativa de chamar à razão os neo-liberais caiu completamente por terra...
    Agora, como Professores, como Portugueses, temos o dever de, nestes últimos meses que nos restam, de ensinar aos nossos filhos o que nestes próximos anos faz sentido... Devemos isso aos nossos filhos e aos nossos Alunos...

    ResponderEliminar
  2. Claro Ricardo.O PM está a mandar-nos à merda e ainda há quem lhe agradeça!É incrível.
    M&M

    ResponderEliminar
  3. Pois, quando um PM convida a saír a massa cinzenta de um país, está verdadeiramente a tornar esse país BRUTALIZANTE. A subserviência torna um país sem dignidade. Apesar de ter sido um grande aldrabão o outro individuo dava pão a todos. Agora este ... nada lhe chega. Na minha terra "Chegava-lhe um encherto de porrada" mas o povo é pacifico e os sindicatos tb.

    ResponderEliminar
  4. Ora aí está Ricardo! Foi precisamente o que eu pensei: este idiota não tem a mínima ideia das vagas que "saiem para o estrangeiro"! É um parvalhão e um convencido. E, deixo aqui mais, é muito bem feito para alguns colegas!! Só veem PS ou PSD - achavam que estavam mal, mas agora, sim, realmente estamos muito melhor!!
    Enfim.

    ResponderEliminar
  5. Pois é Ricardo, quem diria que este PM nos tramaria desta forma!? Nunca pensei!
    É muito triste!!!
    Futuramente o nosso país será um país de "velhos", pois infelizmente os jovens são obrigados a sair do país para poderem usufruir de uma vida digna.
    Antigamente as pessoas emigravam com o objetivo de voltar para o seu país, mas nos dias que correm os jovens que são forçados a sair, não têm vontade de voltar,socialmente esta situação será muito grave.
    Enfim... isto revolta-me!

    Boas festas para todos vós!

    ResponderEliminar
  6. Temos que fazer uma segunda Revolução dos cravos, já faltou mais, calma pessoal.

    ResponderEliminar
  7. O PM sabe muito bem o que diz, é muito mais fácil para ele gorvernar uma país sem a massa cinzenta. Assim não há oposição.

    ResponderEliminar
  8. trabalhar no estrangeiro.Onde?Com tanto desemprego?
    M&M

    ResponderEliminar
  9. Fico à espera que o ministro me arranje colocação no estrangeiro, alojamento, viagens e tempo de serviço a dobrar. Ah, e o ordenado tem de comportar ainda as minhas despesas em Portugal...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...