quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Algumas informações resultantes do CE de 7 de Novembro


Comentário: O Paulo divulgou um "relatório" da reunião do Conselho de Escolas, onde estiveram presentes o Ministro da Educação e os dois Secretários de Estado. Daquilo que pude ler, coloco de seguida as informações mais relevantes:

- "Falou sobre concentração curricular informando que o principal enfoque são as cargas curriculares do Ensino Regular e Profissional. Vão mexer nos desenhos";

- "as TIC não acabam vão ser lecionadas no 6º ano";

- "o ensino secundário deve concentrar-se no essencial";

- "o ensino profissional é fundamental";

- "exames haverá, apenas uma fase mas, com duas chamadas";

- "concurso de professores contratados";

- "não há planos para alterar o 75/2008";

- "as AEC devem ser substituídas apenas com o apoio ao estudo. Esta ideia ainda não está consolidada";

- "reduções nos CNO";

- "haverá revisão dos programas: uns precisarão de ajustes, outros encurtados".

Curioso conhecer informações tão concretas (não estou a ironizar) dadas nesta reunião por Nuno Crato, quando em outras parece que não foi bem assim... 

20 comentários:

  1. Ricardo, o ponto que refere o " concurso dos professores contratados" quer significa o quê?
    - concurso externo para lugar de quadro?
    - Concuros nacional para os pouquíssimos horários que irão aparecer, respeitando a graduação profissional?
    - Concurso de todos os horários disponíveis, incluíndo os horários sujeitos a renovação?
    - Concurso nacional igual ao do presente ano letivo?

    Tenho muitas dúvidas :(

    ResponderEliminar
  2. Partilho da mesma dúvida... Mas estou em querer que o concurso será similar ao que ocorreu este ano. A expressão utilizada poderá resultar de algum desconhecimento.

    ResponderEliminar
  3. E relativamente às aecs? a minha lerdice aguda não me deixa interpretar "devem ser substitídas com o apoio ao estudo", trocando isso por miúdos significa o quê? o término das aecs excepto o estudo, ou que apenas o estudo será substituido?

    ResponderEliminar
  4. A mim parece-me óbvio que tem que haver concurso para contratados (todos sabemos que as escolas não funcionam apenas com professores do quadro) a questão é em que moldes decorrerá o mesmo. Não haverá ninguém que explique ao sr. ministro o que está em causa? A tremenda injustiça das reconduções e das ofertas de escola das escolas Teip e com Autonomia? Será ingenuidade minha pensar que o ministro desconhece esta realidade ou será que a mesma se manterá por motivos que eu continuo sem compreender mas que certamente servirão o propósito de alguém? Gostava mesmo de saber a vossa opinião. :)
    Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Vou ver o que isto vai dar na prática...

    ResponderEliminar
  6. Seria um mal menos se todos os horários para contratação fossem a concurso, respeitando a lista graduada. Este ano praticamente só os contratados que tiveram a sorte de serem reconduzidos é que se safaram.
    Para o próximo ano, se se mantiverem as reconduções,restarão horários para os azarados??????
    Pois, se nada for feito, as injustiças do presente ano irão manter-se ou agravar-se.

    ResponderEliminar
  7. Deviam acabar com as reconduções,pois, como todos sabemos, originaram situações muito injustas.
    TODOS OS HORÁRIOS DE CONTRATAÇÃO A CONCURSO
    EM AGOSTO SÓ HORÁRIOS COMPLETOS.
    M&M

    ResponderEliminar
  8. Concordo com M&M.
    O ano lectivo passado foram feitas renovações de contrato a quem foi colocado com 12 e 14 horas,horários estes que foram completados até Dezembro.
    Esses mesmos professores este ano tendo horário completo foi renovado novamente.
    Verificou-se uma situação de ultrapassagem continuada pelos colegas menos graduados originada pela renovação do ano passado.
    Este ano os mais graduados foram ultrapassados na BR2.
    Então?
    É perfeitamente justo que para o próximo ano lectivo não haja renovações e pensando bem o Ministério da Educação pode poupar uns milhares com todos os contratos celebrados até final de Julho.Distribuia-se o mal pelas aldeias,menos dinheiro para todos claro,mas menos contratados desempregados.
    Sofia

    ResponderEliminar
  9. AEC substituída por apoio ao estudo?
    Quem dá?
    O professor do 1º ciclo que já tem 26h e 30 minutos com a sua turma?
    Quantas horas ficará o professor do 1º ciclo com a sua turma?

    ResponderEliminar
  10. NC: Isso não poderemos ser nós, professores titulares de turma nas 10 horas de aecs.
    Estou com uma teoria da conspiração: se bem me lembro o "Cortes" disse que estava sensibilizado com os dacl e como é óbvio para o ano haverá uma grande reestruturação no 2ºciclo e mais umas centenas de escolas de 1ºciclo fechadas. Ou seja, mais dacl em vários grupos. O Cortes também referiu em rentabilizar os quadros e não despedi-los, por isso cheira-me que os colegas dacl irão para as aecs, por isso, é que quer trocar áreas especificas, por estudos que assim qualquer docente pode lecionar.
    Esta proposta dele não é inocente, e sei que os colegas não se devem acusar uns aos outros, mas cheira-me que muitos colegas que são contra as aecs vão encontrar lá o seu refúgio.
    É apenas uma conspiração...
    Abraço de um professor contratado que esteve nas aecs em 2007 e por ventura ao contrário de muitos colegas fui muito bem tratado pelas colegas titulares.
    Guardo-lhes um carinho especial e sei que nesse ano aprendi muito.

    ResponderEliminar
  11. Boa Tarde, eu sou uma professora QZP, e para completarem o meu horário, colocaram-me em AEC'S, estou no agrupamento a dar aulas e tenho de sair da escola por exemplo a meio da manha para ir leccionar numa escola básica que dista 10km do agrupamento, retorno ao agrupamento e à tarde vou leccionar noutra escola à basica tambem que dista 8km do agrupamento. As deslocações estão a ser suportadas por mim, mas disseram que existe uma lei que fala em ajudas de custo, para estas deslocações. Ricardo e colegas alguem me sabe dizer se é verdade e qual a lei em vigor!

    ResponderEliminar
  12. Ana:

    se pesquisares ajudas de cuto encntra. Eu estou na ed especial e há 2 anos tb preenchia o papel das ajudas de custo (que custava 23 centimos) todos os meses. Mas prepara te porque há agrupamentos que pagam muito mal. Eu penso que me pagavam a 12 centimos o km.


    Bj


    Marta

    ResponderEliminar
  13. Olá Marta, estive a pesquisar e não encontrei nada, caso saibas podes-me dizer qual a lei ou portaria, porque no meu agrupamento dizem que não tenho direito.

    bjos

    Ana

    ResponderEliminar
  14. Miguel,

    Ui! Para fazerem isso mais valia deixarem ficar as AECs, nem que fossem dadas pelo pessoal do 2.º ciclo!

    O currículo do 1.º ciclo contempla 5horas semanais destinadas às Expressões. Ora, Físico-motora não conheço ninguém que a lecione. Musical, muito pouco mesmo. Nalguns casos, zero. Dramática, idem. Plástica, mais ou menos. Expressão plástica é muito mais do que desenhar e pintar com lápis de cor...

    Ora, se meterem no 1.º ciclo 1 prof. de EM, um de EVT e outro de EF, essas 5 horas, que são frequentemente utilizadas para aprofundar a LP e a Mat., deixarão de o ser.

    É certo que isso seria "compensado" no Apoio ao Estudo, mas... a que horas? Ao fim do dia? A partir das 15.30h os miúdos já deram o litro e às vezes nem uma pinga se consegue espremer.

    DM

    ResponderEliminar
  15. DM,
    Deixe-me que lhe digue que na escola onde leciono funciona a regime duplo. Eu leciono das 13:30 às 18:30 e não vejo qualquer alteração a nível de aprendizagem, tudo vai do hábito.
    O que eu noto é que os colegas que estão habituados em 30 anos sairem às 15:30 custa-lhes trabalhar depois de certa hora...
    Sem ofensa, mas é a realidade.

    ResponderEliminar
  16. DM, falta-me acrescentar que na minha opinião, quando as aulas de música no 1ºciclo são dadas com exigência os alunos desenvolvem muitas competências que são necessárias noutros domínios do saber. Pense na concentração que os alunos têm que ter para interpretar uma pauta. Para mim a música desenvolve tanto como a matemática. Como é óbvio as outras extras também são bastante benéficas quando trabalhadas com rigor e entusiasmo!

    ResponderEliminar
  17. Sim, Miguel, completamente. Ninguém vê uma orquestra a tocar sem grande concentração e organização, portanto em relação à Música estamos conversados.

    No meu Agrupamento, as AECs são todas lecionadas a partir das 15.45h. Como professora, reconheço a dificuldade de arranjar professores para horários de 10 horas...

    No entanto, enquanto encarregada de educação, prefiro que as AECs depois do intervalo. Desde modo, os alunos que não têm AECs não precisam de ficar na escola.

    ResponderEliminar
  18. Para DM,
    Há um agrupamento no concelho de Ourém que tem cerca de 32 turmas de 1ºciclo (salvo erro), todas os titulares disponibilizaram um dia por semana (alternado) das 9 às 10:30 para as aecs e como é óbvio nesse dia as curriculares estendem-se até às 17:30. Com essa alternativa, os alunos que não frequentam as aecs, nesse dia apenas entram às 11h, ou seja apenas estão na escola os tempos curriculares. Desta forma e com um pequeno sacrificio de um dia deve haver horários perto das 20 horas letivas.
    Nunca trabalhei no agrupamento a que me refiro, mas trabalhei noutro lá muito perto em que tinha este mesmo sistema adotado, mas como o nº de turmas era por metade os horários tinham uma média de 14/15 horas semanais, o que era já bastante bom. Se todos flexibilizarmos um pouco corre muito melhor para todos os lados.
    Abraço

    ResponderEliminar
  19. Miguel, está bem pensado esse dia rotativo. Não prejudica ninguém e permite estabilizar os professores das AECs, criando-lhes melhores condições de trabalho. A experiência que presenciei no meu anterior Agrupamento era horrível, pois as AECs eram interpoladas com as aulas curriculares e estavam marcadas em todas as horas possíveis e imaginárias. Os alunos estavam sempre a mudar de professor, ficavam cansados e a indisciplina era recorrente.

    Segundo informações prestadas pelo SPGL, a Música e o Inglês deixarão de ser AECs. Integrarão o currículo, mas serão lecionadas por professores da especialidade. A Expressão Musical já lá está no currículo, como sabes, embora seja muitas vezes ignorada.

    ResponderEliminar
  20. Concordo em absoluto com a substituição das AEC's pelo apoio ao estudo. As AEC's são uma forma de destabilizar as Escolas, não mais que isso. Consta que também as funções nas bibliotecas deixarão de requerer um professor. De facto é um perfeito disparate afetar um professor por biblioteca, quando basicamente deixam os livros e os joos a cargo de uma funcionária. Uma e outra coisa poderíam acabar sem que a qualidade do ensino ficasse minimamente afetada.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...