segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Estarei a interpretar mal?

Depois de ler este comunicado da FENPROF fiquei algo confuso... No meio de tanto texto e argumentação quase que não reparava num pormenor:

"Falta ainda esclarecer inúmeros aspectos da proposta apresentada pelo ME (por exemplo, tempo de permanência em cada escalão, critérios para abertura de vagas e seu âmbito). Contudo, independentemente desses esclarecimentos, a FENPROF reafirma a rejeição de quaisquer mecanismos administrativos de controlo das progressões, pelas razões já antes referidas."

Se a FENPROF reafirma a rejeição de mecanismos administrativos de controlo das progressões, para quê querer conhecer os critérios para abertura de vagas no 3.º, 5.º e 7.º escalão? Será de mim ou existe por aqui qualquer coisa que não bate certo? Devem ser os ventos gelados do Alvão e do Marão a deixarem-me meio baralhado.

16 comentários:

  1. Ou estás a interpretar mal ou estás a dar uma má interpretação.

    ResponderEliminar
  2. Os sindicatos têm sempre qualquer coisa na manga ou algum memorando agendado e previamente justificado. Desta vez temos a transição e subida de escalões a ser feita lá para janeiro como motor das negociações. Igualmente interessante seria saber em que escalões se encontram os dirigentes e delegados sindicais.

    ResponderEliminar
  3. é profundamente lamentável continuar a haver "gente" com esta índole: ódio (???!!!!) ou não sei bem o quê em relação aos PROFESSORES que estão com dispensa de serviço docente para prestação de serviço nos Sindicatos. O que moverá esta "espécie de professores" ao tentarem maldizer os Professores q estão nos Sindicatos, ou nas câmaras ou nos Ministérios ou em tantos sítios onde eles fazem falta.
    É pena termos na classe docente pessoas tão fraquinhas que em vez de reflectirem sobre o q realmente nos afecta profissionalmente a todos, Professores q estão na escola ou fora dela, se limitam às mesquinhices .... Haja decoro!

    ResponderEliminar
  4. Exactamente! Chega de desconfianças relativamente aos professores, nossos colegas que tão mal são tratados e que, mesmo assim nos defendem. Sim, foram eles que juntamente com todos nós que conseguimos o SIMPLEX I, SIMPLEX II e ...
    Quanto a saber em que escalões estão esses nossos colegas, quero só dizer que os que estão a tempo inteiro não progrediram e os delegados dão as aulas normalmente, são apenas elo de ligação entre a escola e os sindicatos. O tempo para as reuniões são ocupados ou ao fim da tarde ou ao sábado de manhã.
    Abraços e confiem nos outros, se chegamos aqui foi graças a quem?

    ResponderEliminar
  5. Se calhar não se trata de ódio. Já pensou que pode ser, pura e simplesmente, descrença?! E só mais uma coisita, não me vai dizer que não há 'professores' fraquinhos nos sindicatos... Pense bem antes de responder...

    ResponderEliminar
  6. A interpretação que eu faço do texto é que como o ME INDICAVA OS 3 PATAMARES, o sindicato em causa refere que não está expresso que vagas, como ?... não vejo nada de estranho.

    ResponderEliminar
  7. Absolutamente necessário barrar o acesso ao topo a professores que têm em paralelo outra actividade. São as explicações, as sapatarias, os negócios vários. Evitem esses escândalos. Os sindicatos se querem a oipinião pública terão de ter coragem. Faz sentido que uma pessoa com um negócio paralelo, e em alguns casos concorrente, tenha acesso ao topo da carreira? Como querem dignificar a profissão se à segundas terças e quintas vão à Escola e nos outros dias vão à sapataria fazer uma perninha?

    ResponderEliminar
  8. Hummm... Será que as 35h na escola resolveriam esse problema?! Qui ça...

    ResponderEliminar
  9. Hzolio, não discordo dessa medida. Tudo o que contribua para moralizar o sistema colhe o meu apoio. E a razão é simples: estou convencido que a dignidade se conquista por aí. A dignidade não se oferece numa bandeja, conquista-se.

    ResponderEliminar
  10. Ora nem mais. Acima de tudo depois dos últimos 3/4 anos de malhanço sem tréguas aqui nos profs...

    ResponderEliminar
  11. De facto a exclusividade é um imperativo moral!

    ResponderEliminar
  12. Temos aqui ressabiados sindicais? Parece-me que sim. Mas não teremos direito de criticar os sindicalistas. Não existirá por aí gente incompetente a precisar de levar nas orelhas. Já corri este país de norte a sul e posso afirmar (e se necessário enumerar) quais as delegações sindicais que realmente me conseguiram ajudar. Na maioria dos casos, quando lá ia não sabiam nada e pior nem se davam ao trabalho de procurar. PIOR... Diziam que ligavam depois e nada.

    Moralismos sindicais???? Pois... Olhem primeiro para os vossos podres, corrijam-nos e depois critiquem quem vos critica.

    ResponderEliminar
  13. sindicalizado veteranodezembro 01, 2009 6:07 da tarde

    Fiquem atentos às negociações, a quem defende o quê e depois se verá. O risco dos sindicatos perderem muitos sócios é bastante elevado. Teremos sempre o 270/2009 como referência. Quem ficar pior por certo irá deixar de pagar quota. Por mim tenho a arma engatilhada. Se a coisa correr para o torto será só ir à secretaria e, Truz: acabou-se o namoro!

    ResponderEliminar
  14. Os sindicatos são essenciais em qualquer profissão. Quanto a isso não existem dúvidas... Mas ninguém nem nenhuma instituição estão a salvo de críticas.

    Quanto à intenção que dei quando escrevi este post, acho que não é relevante. O que é mesmo relevante é perceber o porquê da FENPROF querer conhecer uma determinada proposta com maior profundidade se parte do princípio (e quanto a mim bem) da rejeição total. Não considero este um percurso negocial normal para a FENPROF, mas o que sei eu disto?! Nada...

    ResponderEliminar
  15. Para sindicalizado veterano: Espero que não seja esse o objectivo dos sindicatos quando pediram ao ME o número de colegas em cada um dos escalões...

    ResponderEliminar
  16. Ricardo, concordo inteiramente consigo. Quando se rejeita uma coisa não se pedem explicações adicionais que pressupõem a aceitação da mesma. Não me atrevo a achar que há qualquer agenda escondida, mas que é estranho, ai isso é. E não há outra interpretação possível.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...