quarta-feira, 11 de julho de 2007

PSD acusa ME de prepotência e arrogância.

No Correio da Manhã de 11/07/2007: "A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, e os deputados da oposição envolveram-se esta quarta-feira numa troca de acusações na Comissão Parlamentar de Educação, onde foram pedidas explicações sobre o caso do professor Fernando Charrua, que continua sem esclarecimentos por parte da governante.

Os deputados da oposição classificaram a actuação do Ministério da Educação (ME) de “prepotência”, “arrogância” e “autoritarismo”, acusando a tutela de instalar “um clima de asfixia democrática” e de restringir a liberdade de expressão, ao “excluir todas as vozes incómodas”.

Durante o debate, o PSD exigiu saber porque razão o ME fez cessar a requisição de Fernando Charrua na Direcção regional de Educação do Norte (DREN) três dias depois de o docente ter sido suspenso provisoriamente de funções e alvo de um processo disciplinar por ter feito um comentário jocoso sobre a licenciatura do Primeiro-ministro, José Sócrates.

Para o deputado social-democrata, Pedro Duarte, “a ministra desrespeitou a lei por omissão, ao ter aceite a suspensão provisória do professor, e por acção, ao fazer cessar a sua requisição na DREN”.

Maria de Lurdes Rodrigues, alegando não poder comentar o caso por estar ainda a decorrer o processo disciplinar, devolveu as críticas aos deputados da oposição, acusando-os de “insultos, falsidades, omissões e difamações”.

A governante deixou por esclarecer a questão colocada pelo PSD, afirmando apenas que “não é a ministra que faz cessar a requisição de serviço” e considerando que “muito provavelmente” esta terminou por ter cessado “a necessidade de funções” exercidas pelo professor Fernando Charrua."

Ver Artigo Completo (Correio da Manhã)

------------------------
Se estivessemos no tempo da Inquisição, eu sei bem o que acontecia... sei... sei...
------------------------

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...