terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Eis os resultados do inquérito...

...relativo ao pagamento das deslocações em serviço oficial em veículo próprio, sempre que não existe alternativa viável de transportes públicos. Os resultados não surpreendem, no entanto, causa-me alguma confusão existirem colegas que paguem do seu próprio bolso essas deslocações sabendo que poderiam solicitar pagamento.

No que concerne a não pagarem de acordo com a legislação em vigor, considero ser relevante questionar formalmente a direção relativamente aos motivos que justificam esse pagamento irregular. Dá trabalho, mas lembrem-se que acabará por valer a pena...


1 comentário:

  1. Devia ler-se: "Não valerá a pena".
    Vários motivos apresentados formalmente: a definição de "localidade" é ambígua (com a fusão de freguesias, por exemplo, consideram, quando dá jeito claro, que escolas na mesma freguesia estão na mesma localidade); o boletim itinerário é para deslocações superiores a 5 km (está lá escrito! no meu caso, os 4.8km não dão, também por isso, direito a qualquer remuneração).

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...