sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Concurso nacional de docentes 2013/2014: Publicitadas as listas de colocação relativas à Mobilidade Interna

E após alguns dias de maior ansiedade, eis que surgem as muito aguardadas listas de colocação relativas à Mobilidade Interna.

42 comentários:

  1. Continuo na mesma escola onde sou efetiva e onde nao tenho horário? Não percebo nada disto!

    ResponderEliminar
  2. Boa tarde,
    será que alguém me sabe dizer quando sai a lista da mobilidade especial??

    Rita

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde a todos
    Espero que as colocações vos tenham sorrido! Eu sou do 1ºciclo e fiquei colocada na minha 1ªopção mas com um horário de 21 horas.Depois de mim, ficaram outros colegas com horários completos em agrupamentos para os quais também concorri. Alguém me sabe dizer porque é que isto acontece?Desculpem mas nunca tinha estado nesta situação. Desde já, obrigada pela vossa atenção

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde,
    como podemos verificar a colocação de mobilidade por doença?
    Isto é stress atrás de stress....
    Obrigada

    ResponderEliminar
  5. Bonfire
    Pq ficou colocada na sua 1ª opção!!!

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde,

    sou QZP fiquei colocada em horário de 13 horas sou do 1º ciclo,

    Alguem me sabe dizer se vou receber o mesmo??? uma vez que sou QZP, estou em pânico... com um bebé e com o marido desempregado...

    Agradeço se alguem me souber ajudar, só agora vi a lista com esta indicação, não reparei logo e a esta hora os os sindicatos já não atendem.

    obrigada!
    Teresa Pereira

    ResponderEliminar
  7. ola boa tarde.
    Sou QZP e fui retirado do concurso de MI, por ter sido colocado por mobilidade estatutária.
    Quando terminar a mobilidade(1ano), qual é o meu destino?
    Volto para a escola onde estava!
    Não me deram oportunidade de mudar de escola!!
    obrigado..

    ResponderEliminar
  8. Quero em 1º lugar felicitar todos os que conseguiram ficar perto de casa. Em 2º lugar quero dizer-vos que sou professora de QA, pedi destacamento para aproximação à residência, e não fiquei colocada. Estou a 150 Km de casa, tenho duas filhas, uma casa que me encontro a pagar e ainda não estou em mim. As filhas choram, eu estou de rastos e só me apetece desistir. Fico ainda mais revoltada quando vejo colegas menos graduados que eu a ficarem em escolas ao lado de casa. Não percebo sinceramente qual a justiça, sendo mais graduada, tendo mais anos de serviço...
    Desculpem este desabafo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Colega,

      Comigo passa-se uma situação semelhante. A solução é entupirmos em bloco a dgae com queixas e enviarmos as mesmas para os grupos parlentares da AR e acima de tudo para o Provedor de Justiça.
      Coragem...

      Eliminar
  9. Colega das 19.36h

    Mando-lhe um grande, grande abraço.

    Xana G.

    ResponderEliminar
  10. Colega,

    compreendo a sua revolta, e embora seja uma QZP que fiquei perto de casa (20Km), também concordo que o que vos fazem não está correcto.

    Os concursos nos moldes que são dá sempre nestas injustiças.

    Só lhe poço desejar calma, não desista da nossa profissão.

    ResponderEliminar
  11. Não precisa pedir desculpa colega anónima das 7:36 PM...Lamento muito a sua situação :-( Também eu não fiquei colocada: a única diferença é que não tenho filhos. ~

    Todo este processo de colocação de professores em Portugal é degradante...e injusto. O critério deveria ser sempre o da graduação e duas prioridades, para salvaguardar os destacamentos por doença.

    Força e não desanime...



    ResponderEliminar
  12. boa tarde.
    Como é que sabemos onde ficámos colocados ao abrigo da mobilidade por doença.
    Obrigado

    ResponderEliminar
  13. Ricardo,
    tu tens boas novidades quanto à tua colocação?

    ResponderEliminar
  14. Sou também QA e também não consegui aproximar, sinto-me sem vontade de voltar a escola e revoltada com este concurso. Com mais de 23 anos de serviço, nunca mais consigo chegar perto de casa. Será que ainda terei alguma hipótese para a 1ª reserva de recrutamento?

    ResponderEliminar
  15. Quem conhecer alguém do agrupamento 550 que queira permutar para Lisboa que entre em contacto comigo obrigado...

    ResponderEliminar
  16. Perdoem-me todos os colegas que não ficaram perto de suas casas - eu concorri na 2ªprioridade e estou a cinco minutos a pé da escola onde sou efetiva há anos. Não suporto o meio onde trabalho, mas leio as vossas palavras e a minha candidatura a concurso deixa de fazer sentido.Trabalhar tão perto de casa é, também, muito mau. Não tenho vida privada e sou abordada sistematicamente sempre que vou à rua, por isso procuro ir para mais longe.

    ResponderEliminar
  17. Ficar perto de casa não significa ir a pé, digo no mínimo andar 30 minutos de carro. Compreendo que estar tão perto tem os seus inconvenientes mas tendo em conta o preço do combustível, o desgaste do carro, o cansaço, as portagens... preferia a tua situação. Não sabes o bem que tens.

    ResponderEliminar
  18. Para todos os colegas que ainda esperam por colocação tenham calma e esperança. acho que vai haver muita coisa. Tenho andado por aqui nos últimos tempos para ver como estão a sentir e a viver os meus colegas de luta. Este blog ajudou-me muito por me dar muita informação que não encontro em lado nenhum!! Bem-haja caros colegas pelo vosso trabalho!!
    Sou prof desde 1986, tenho duas licenciaturas e fiz estágio para 3 áreas. A última é aquela que me tem dado de comer e aos meus filhos. Ao fim de 16 anos a andar na estrada de domingo a sexta e até sábado finalmente consegui vir para perto de casa (entre 10 a 40km. Quando acabei o meu 2º curso fiz estágio integrado e no ano seguinte fui colada no QZ de Braga e fiz 120 km por dia para estar com o meu filho que tinha 1 ano e com o meu velho pai. No ano seguinte entrei no QZP do Porto e andei aqui por perto de casa. Este ano pensei na minha vida e alarguei o meu concurso sendo colocada num QA a 50 Km de casa. Tenho agora 2 filhos com 10 e 13, não os matriculei, não tinha dinhjeiro para ter outra casa ou andar de carro todos os dias para fazer 100 km e mais grave tenho o meu pai em minha casa com um efisema pulmonar, que o leva em média 1 vez por semana para a urgência. Agora imaginem como foi a minha vida até às 16h de hoje?! Mas como eu estariam milhares. Concluíndo fiquei a 20 km de casa já não é mau mas se tivesse ficado em qzp, teria ficado na 1ª escola que escolhesse!! Tera´sido pela mudança das regras?? Claro que sim porque todos os Qzp colocados só dois é que tinham maior graduação que a minha!! Tudo bem!! Mas acho que há alguma inverdade neste tipo de regras!! Há muita gente que não concorre para ficar em QE/A mas que a partir de 2017 vai ter mais dificuldades conforme se pode analisar pelo excelente trabalho destes bloguistas!! Caros colegas espero que tenham um bom ano e deveriamos ser mais asssertivos e solidários pois tb li muita porcaria nalguns chats de professores que me levaram a pensar no outro "Só me embergonhas".
    P.S.Hoje chorei eu e os meus filhos e o meu rezou com as lágrimas nos olhos!
    Bom ano letivo!!

    ResponderEliminar
  19. Este concurso de mobilidade interna é de uma tremenda injustiça para quem pertence a quadro de agrupamento. Professores com mais de 20 anos de serviço longe de casa, sem conseguirem aproximação á residência e professores de quadro de zona, colocados praticamente nas primeiras escolas que escolheram. O maior erro da minha vida foi ter entrado em quadro de agrupamento.

    ResponderEliminar
  20. Boa noite!
    Alguém me sabe dizer se ainda há a possibilidade da mobilidade por projetos.
    Obrigado.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo das 7:45

    "Só lhe poço desejar calma, não desista da nossa profissão."

    Pela forma como escreve, deve ponderar essa desistência.

    ResponderEliminar
  22. ESTOU EM PÂNICO AO FIM DE 13 ANOS DE SERVIÇO.

    Sou QZP e fui colocada em Terras de Bouro (1º ciclo)com horário completo e venho por este meio pedir ajuda para alguem de Braga, Amares, Vila Verde ou de outra zona perto de Terras de Bouro, COLOCADO no Porto, V.N. Gaia, Gondomar, Valongo, Paços Ferreira e/ou arredores SE QUER PERMUTAR COMIGO, TENHO 2 FILHOS MENORES.

    ESTOU DE RASTOS.
    AGUARDO UMA RESPOSTA URGENTE.
    MAIL: sa_ferreira1@sapo.pt

    ResponderEliminar
  23. Tb eu me sinto injustiçada tendo sido ultrapassada por mais de 500 candidatos com graduação inferior.
    Isto não pode continuar. Devia valer somente a graduação já que esta reflete vários fatores da vida profissional

    ResponderEliminar
  24. Também estou de rastos. Não consigo aproximação da residência e pergunto-me porque não podem os meus colegas menos graduados ficar na minha escola e eu mais perto de casa. . . Não era assim antigamente???? Ninguém nos defende?
    muito triste que estou. Apetece-me chorar.

    ResponderEliminar
  25. Mais um comentário a juntar ao de muitos QA que não conseguiram aproximar-se da residência. Sou mãe como muitas de nós e passei a semana a fingir e a esconder as lágrimas ao meu filho. Nos últimos 7 anos consegui aproximações não ideais mas "simpáticas". Este ano sinto a mesma revolta que muitos referem que é a de ver colegas menos graduados nas escolas que eram da minha preferência e nas quais não consegui lugar. Custa-me sentir que , depois de tanta luta e sacrifícios para conseguir alguma estabilidade, que em te era conseguida com um lugar em QA, veja agora que estaria melhor se fosse QZP. Desejo o melhor a todos os QZP e se têm mais graduação que eu é justo que estejam à frente mas com menos graduação, muito menos graduação, custa aceitar. Peço também desculpa pelo desabafo e que não seja entendido como egoísmo. É apenas um lamento de alguém que apesar de tudo lamenta ainda mais a situação em que se encontram outros colegas, nomeadamente os contratados, que estejam a situação pior que a minha. Todavia, parece-me que precisamos de continuar a lutar para que as injustiças sejam menores no próximo concurso. Embora hoje a força terá de ser conduzida para a aceitação desta nova realidade. Força para todos.

    ResponderEliminar
  26. Tenho que permutar!!!
    Sou QA em famalicão e pretendo ir para guimares, vizela ou fafe. Alguém? Grupo 110

    mmfportela@gmail.com

    ResponderEliminar
  27. Para aqueles que não concordam com os critérios estabelecidos na lei relativos às prioridades no concurso de mobilidade interna, divulgo uma petição que está em subscrição, para revisão das prioridades, para que possam ler e caso concordem, assinar:

    «Petição Revisão de prioridades no Concurso de Mobilidade Interna» no endereço http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=P2012N24260

    ResponderEliminar
  28. E os projetos???
    Se alguém quiser permutar, estou colocada em paredes e pretendo tras os montes

    ResponderEliminar
  29. Boa noite, sou QE do grupo 520, em Lourosa (S. Maria da Feira). Não consegui destacamento para aproximação à residência em Aveiro. Não sei muito bem como funciona o sistema de permutas mas será que há alguém interessado em permutar comigo? E como devo proceder?

    ResponderEliminar
  30. Olá Maria !
    Sou a Célia, de filosofia e aconteceu-me exatamente o mesmo. Ontem regressava de férias, com a minha família e que alegres que vínhamos.... Até que uma colega me telefonou a informar-me da minha não colocação e do meu regresso à minha escola...A partir daqui o meu discurso é igual ao seu...Moro perto de Coimbra, numa zona onde não tenho transportes públicos...Vou dar aulas para Oliveira de Azeméis...Sinto-me revoltada e injustiçada, pois vi centenas de colegas menos graduados do que eu e com menos tempo de serviço, a ficarem em Coimbra e arredores...Ao telefone dizia a uma colega: vou pagar para trabalhar, mas mais importante que o dinheiro são os meus meninos...Nisto o meu filhote mais novo chorava com a cara escondida atrás da almofada: "Mãe estou emocionado com o teu discurso, afinal o que vai ser dos teus meninos?"
    Mais um comentário a juntar ao de muitos QA que não conseguiram aproximar-se da residência. Sou mãe como muitas de nós e passei a semana a fingir e a esconder as lágrimas dos meus filhos. Nos últimos 7 anos consegui aproximações boas. Este ano sinto a mesma revolta que muitos referem que é a de ver colegas menos graduados nas escolas que eram da minha preferência e nas quais não consegui lugar. Custa-me sentir que , depois de tanta luta e sacrifícios para conseguir alguma estabilidade, que até agora era conseguida com um lugar em QA, veja agora que estaria melhor se fosse QZP. (Quando era QZP, os QA tinham prioridade, achei que era uma situação de risco ser QZP e arrisquei - o que a maioria dos QZP não faz - até escolas que davam para ir e vir, sendo agora QA. Para quê? )Desejo o melhor a todos os QZP e se têm mais graduação que eu é justo que estejam à frente mas com menos graduação, muito menos graduação, custa aceitar. Peço também desculpa pelo desabafo e que não seja entendido como egoísmo. É apenas um lamento de alguém que apesar de tudo lamenta ainda mais a situação em que se encontram outros colegas, nomeadamente os contratados, que estejam a situação pior que a minha. Todavia, parece-me que precisamos de continuar a lutar para que as injustiças sejam menores no próximo concurso. Embora hoje a força terá de ser conduzida para a aceitação desta nova realidade. Força para todos. Para terminar acho que os QA devem começar a lutar para que a justiça seja reposta... Ontem soube tbém que para o ano se poderá pedir destacamento AR....

    ResponderEliminar
  31. Bom dia! Gostava de saber se é possível um QA permutar com um QZP. Bem-haja...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode permutar desde que tenha o mesmo número de horas e o QA tenha concorrido em 1 prioridade.

      Eliminar
  32. Para Anónima da 1:03,
    Embora não seja para Trás os Montes, se tiver interesse em permutar para Vila Nova de Cerveira eu permuto para Paredes. Sempre me dá para vir dormir a casa (Espinho) e estar com a família. Contacto - 919736241
    Obrigado

    ResponderEliminar
  33. Olá Célia.
    Lamento concluir que existem tantos colegas a sentir esta sensação de injustiça mas essa realidade reforça a minha convicção de que não se trata de um lamento particular. Parece existir realmente algo de errado nas prioridades estabelecidas. É verdade que no próximo ano poderemos voltar a tentar a aproximação mas...para que vagas? Creio que serão pouquíssimas ou inexistentes. Os colegas QZP (menos graduados) poderão manter a sua colocação até 4 anos se a necessidade da escola se mantiver. As "mexidas" serão mínimas! É importante agarrar essa esperança mas tenho consciência que será muito difícil melhorar a situação que resultou deste concurso.
    E agora é o meu discurso que é igual ao seu. Acreditei que valeria a pena procurar a estabilidade de QA sabendo que havia a possibilidade de me aproximar. Medi o grau de probabilidade de o conseguir com as regras da altura que foram entretanto mudadas. Parece-me que o TC diria que se violou o princípio da confiança, ou não?!! Pelo menos eu, assim o sinto!
    Queria muito dar um irmão ao meu filho, no já curto prazo que me resta para o fazer (a idade não retrocede!), mas parece que não será possível. E assim contribuo também para a diminuição da taxa de natalidade!
    Desejo o melhor possível para si, para os seus filhos, bem como para todos os colegas desta (cada vez mais insegura) profissão.

    ResponderEliminar
  34. Olá Célia.
    Lamento concluir que existem tantos colegas a sentir esta sensação de injustiça mas essa realidade reforça a minha convicção de que não se trata de um lamento particular. Parece existir realmente algo de errado nas prioridades estabelecidas. É verdade que no próximo ano poderemos voltar a tentar a aproximação mas...para que vagas? Creio que serão pouquíssimas ou inexistentes. Os colegas QZP (menos graduados) poderão manter a sua colocação até 4 anos se a necessidade da escola se mantiver. As "mexidas" serão mínimas! É importante agarrar essa esperança mas tenho consciência que será muito difícil melhorar a situação que resultou deste concurso.
    E agora é o meu discurso que é igual ao seu. Acreditei que valeria a pena procurar a estabilidade de QA sabendo que havia a possibilidade de me aproximar. Medi o grau de probabilidade de o conseguir com as regras da altura que foram entretanto mudadas. Parece-me que o TC diria que se violou o princípio da confiança, ou não?!! Pelo menos eu, assim o sinto!
    Queria muito dar um irmão ao meu filho, no já curto prazo que me resta para o fazer (a idade não retrocede!), mas parece que não será possível. E assim contribuo também para a diminuição da taxa de natalidade!
    Desejo o melhor possível para si, para os seus filhos, bem como para todos os colegas desta (cada vez mais insegura) profissão nobre!

    ResponderEliminar
  35. Olá Maria!
    Não quero fazer deste espaço um espaço relativo às nossas vidas pessoais, não obstante, se me permite, não deve adiar esse seu projeto. Há o destacamento para gravidez e um 2º filho é uma experiência fantástica. Já sacrificamos, em excesso,as nossas vidas pessoais em nome daquilo que amamos fazer... Sem retornos (como acabámos de ver neste concurso)Mas há limites...
    Relativamente ao tema que temos debatido, eu não irei ficar de braços cruzados: já vi aqui no blog que há uma petição contra esta ordenação. Irei reencaminhá-la para os meus contactos; irei ao sindicato pedir explicações e ver o que pensam fazer relativamente à maior injustiça que vi ao longo de 21 anos em termos de concurso; com calma, e quando a revolta me inspirar, redigirei uma carta ao Sr. Presidente da República, ao Sr. 1º Ministro e ao Sr. Ministro da Educação...Por fim, apelo a todos os que se encontram nesta situação, profundamente injusta, inaceitável e revoltante, que nos unamos e que iniciemos uma luta no sentido de que se faça justiça e que se mantenha a ordenação Gostaria, para terminar, de relevar que nada tenho contra os QZP... Apenas considero que deveríamos ser ordenados por graduação (independentemente de sermos QZP e QA).Desculpem o discurso , porém cada vez que penso nas viagens, no risco, no facto de não ter quaisquer apoios, dá-se-me um nó na garganta e as lágrimas surgem...
    Uma palavra de apreço a todos os colegas que estão em piores condições....Força:)

    ResponderEliminar
  36. Apelo a todos os QA e QE que se viram ultrapassados pelos QZP, para que assinem a petição, no sentido de que a justiça seja reposta nos concursos dos professores. Considero que a ordenação deve ser feita por graduação (quer se seja QZP, quer QA/QE). No próximo ano haverá destacamentos. Temos que lutar por aquilo que é moralmente correto. Aqui fica o endereço: http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=P2012N24260

    ResponderEliminar
  37. Depois de ler todos estes desabafos e de sentir a minha revolta com este concurso porque também sou QA, vamos todos exigir aos nossos sindicatos que lutem por nós. Porque não levar este concurso para o TC? Será que ainda não haveria tempo para impugnar este concurso? Poderia o ME deixar-nos concorrer na 2ª semana de setembro, para de certa forma tentar amenizar toda a injustiça destas colocações? (dizem que há ainda muitas vagas por preencher)
    Canso-me de ver os blocos informativos e ainda não houve um "iluminado" que colocasse esta situação publicamente. Dá a sensação que na nossa classe tudo está bem. Acordem os sindicatos que são pagos por muitos de nós. A nossa luta não pode ficar escrita em blogues, tem de ser ouvida por todos.
    Temos de nós unir, hoje foram os QA, um dia serão os QZP´s e os contratados.

    ResponderEliminar
  38. E os contratados? Não sai a lista?

    ResponderEliminar
  39. Alguém me sabe dizer se ainda vai sair alguma lista referente ao concurso nacional para contratados? Ou agora para estes será através de RR/CE?

    ResponderEliminar
  40. Caros professores,
    Para vós que sois uns verdadeiros lutadores apenas posso expressar uma palavra OBRIGADA pela vossa dedicação, perseverança e garra com que vestem a camisola. É inadmissível que as escolas iniciem até dia 16 e ainda nãos sejam conhecidas as colocações dos professores contratados. Sou mãe, e como tal esta é uma situação que me preocupa.
    Sei que não é fácil mas...Não Desistam.
    Votos de um bom ano letivo
    Cordiais Saudações
    De uma mãe que estima a profissão de Professor

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...