terça-feira, 2 de julho de 2013

Uma alteração previsível...

MEC altera calendário escolar para «minimizar» efeitos da greve dos professores  

Comentário: Deixo-vos com a cópia da parte que considero mais relevante:

"O ministério antecipou em um dia a afixação das pautas dos exames de Português e Português Língua Não Materna realizados hoje, ainda dentro da primeira fase, depois de a greve dos professores de 17 de junho ter impossibilitado que todos os alunos fizessem o exame nesse dia. 

Assim, ao antecipar a afixação das notas destes exames de 12 (sexta-feira) para 11 de julho (quinta-feira), o Governo dá mais um dia aos alunos para que se possam inscrever nos exames de 2ª fase, cujo prazo decorre de 11 a 15 de julho, o que daria, a manter-se o calendário anterior, apenas um dia para que os estudantes pudessem efetuar a inscrição. 

No despacho do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, hoje publicado, o Governo altera ainda as datas para a realização das provas de equivalência à frequência. No ensino básico a 1ª fase destes exames decorre até 12 de julho. Já no ensino secundário a 1ª fase termina a 11 de julho e a 2ª fase decorre até ao dia 25 de julho. 

A afixação das notas nas provas de equivalência à frequência do ensino secundário realizadas em 1ª fase deve acontecer até 15 de julho e os estudantes têm dois dias úteis a seguir ao dia da publicação das pautas para se inscreverem na 2ª fase dos exames".

1 comentário:

  1. Olá,
    com esta alteração de calendário dos exames da 2 fase para até 25 de Julho, as escolas podem alterar o período de férias que já estava deferido?Sabem qual a legislação que se aplica?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...