quarta-feira, 19 de junho de 2013

Para quem acha que está tudo bem...

Da mobilidade especial às 40 horas semanais na Educação  

Comentário: Um artigo de opinião assinado pelo Paulo Guinote, cuja leitura recomendo... Principalmente para aqueles (professores... professores, mesmo...) que consideram que quem faz greve está a exagerar. 




2 comentários:

  1. Mais uma, má, prestação do Paulo Guinote, embora, apesar de tudo, melhor do que na SicNotícias - um texto que tem muita "palha", enfadonho de se ler e que não acrescenta nada ao que se tem falado ultimamente. Com sindicatos deste calibre a educação não será nunca tida em conta.

    Obrigada pela recomendação, Ricardo, foi só por ti que li o texto até ao fim.

    Em relação ao teu post, fiquei surpreendida com o juízo de valor que fazes dos colegas, nesta expressão: "professores... professores mesmo..." Não gostei (tenho feito todas as greves mas este caminho corrói - ainda mais, a classe por dentro, além de que corrói a democracia e pode ter o efeito contrário - de levar pessoas que fazem greve a desistir de a fazer)

    ResponderEliminar
  2. Concordo com o comentário anterior... todos têm direito à sua opinião e forma de pensar ou lutar. Os motivos de cada um, diz respeito a cada um. Todos somos professores, mas às vezes sinto que há uns que se sentem melhor do que os outros, o que me entristece. Não há união na classe de professores e muito menos valores. Afinal, somos profissionais da educação ou não?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...