quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Quem traduz?

assegurar que os atuais professores dos quadros não saiam prejudicados"


19 comentários:


  1. Já se questionaram ou questionaram o Governo quantos sócios representam EFETIVAMENTE a FNE ? Verifiquem o diferencial com o total de docentes...

    AT

    ResponderEliminar
  2. Isso diz tudo, se não saem eles prejudicados, saem os contratados, afinal nesta merda toda nao interessa a justiça nem a lei, interessa é que os do quadro nao sejam prejudiados.

    Para mim, sindicatos, jamais !

    ResponderEliminar
  3. Algumas propostas, todas elas com os seus pontos a favor e outros contra:
    - terminar com a VE, realizar o concurso ordinário com apuramento real de vagas e recuperar a recuperação automática de todas as vagas, passo a repetição, incluindo as de QZP.
    - manter a VE, mas abrindo-a a todos os quadros interessados em nela serem incluídos (proposta do Arlindo).
    - manter a VE, mas alterar a cláusula que coloca os novos vinculados em pé de igualdade com os atuais quadros.
    Antes que comecem a disparar petardos, eu não disse com qual das propostas me identifico ou se, sequer, me identifico com qualquer uma delas.
    Assim de repente foi o que me ocorreu, Nuno Coelho.

    ResponderEliminar
  4. Concordo com a terceira proposta, manter a VE, mas no concurso geral os recém-vinculados concorreriam numa prioridade a seguir à dos quadros, por exemplo, criar uma prioridade 2.1. para quadros e uma prioridade 2.2. para recém vinculados. Assim não havia ultrapassagens.

    ResponderEliminar
  5. Peço perdão por não conseguir traduzir a frase mas, depois de ler os comentários não resisto a apresentar-me: tenho 55 anos, 30 de serviço docente, os dez primeiros anos percorri de norte a sul as escolas para onde me enviaram e sou hoje efectiva de escola.Terei eu coragem de recomeçar de novo o itinerário que já percorri ou procurar novas oportunidades de emprego quando as forças já faltam e quando já dei tanto de mim ou por que não dizê-lo tudo de mim, sem que mo solicitassem...Será que me é dado concluir a minha vida profissional com dignidade??

    ResponderEliminar
  6. Caros Colegas,

    ontem a representante da Fenprof disse, na minha escola, que há uma forte possibilidade do concurso nacional de professores em 2013 não se realizar, havendo novamente renovação por mais 4 anos. Estejam atentos.

    ResponderEliminar
  7. Há 1 forte possibilidade que o que o último comentador escreveu aconteça. Este assunto traz água no bico. Então se para o ano haveria concurso ordinário, para quê neste momento um concurso extraordinário? Ainda por cima com vagas estritamente necessárias para 2013!!!!!! Então se em julho as escolas ainda não sabiam quantos professores necessitariam para setembro e agora vão saber para o ano seguinte. Isto é 1 verdadeiro balde de lama(para não dizer de outra coisa) dos sindicatos para os olhos de TODOS os docentes.

    ResponderEliminar
  8. È o vitor gaspar que vai decidir se há vinculação.

    Estamos entregues a um retardado que nunca fez nada na vida nem sabe fazer nada.

    As únicas profissões dele, é tachos no estado português.

    Diretor do Departamento de Estudos Económicos no Ministério das Finanças, no período de 1989 a 1992; Consultor da Administração no Banco de Portugal, de janeiro de 1993 a outubro de 1994; Diretor do Departamento de Estudos Económicos do Banco de Portugal, de outubro de 1994 a setembro de 1998; Diretor Geral de Estudos Económicos no Banco Central Europeu, de setembro de 1998 a dezembro de 2004; Diretor do Gabinete de Conselheiros de Política Económica da Comissão Europeia, de janeiro 2007 a fevereiro de 2010; Consultor no Banco de Portugal, de Março de 2010 a Junho de 2011.

    Agora se puxarem um bocadinho pela cabeça, talvez entendam PORQUE É QUE O PAIS ESTÁ DE RASTOS, pudera com gente desta nos bastidores, isto está bonito.

    ResponderEliminar
  9. Vítor Gaspar um sr. com um brutal curriculo. O resto é inveja de imbecis.

    ResponderEliminar
  10. Não inventem... com a inexistência de concurso em 2013! Por vezes existem alguns iluminados que sonham com alguma coisa e passa a ser logo a verdade! E mais triste é que existem colegas que acreditam em tudo! Puxem pela cabeça... Meia dúzia de vagas é a maior probabilidade... mas concurso vai abrir de certeza!

    ResponderEliminar
  11. colega Peter,
    eu mais que tudo queria o concurso de 2013; mas de algumas semana para cá tenho ouvido daqui e dali (lugares dispares e remotos) essa mesma conversa de não haver concurso.
    Eu tenho tido a mesma reacção do colega de dizer que tá tudo doido e que vai haver concurso em 2013.
    O facto é que não há fumo em fogo e começo a ficar apreensiva. :(

    ResponderEliminar
  12. Cara Colega Maria Antonieta,
    Já por mais de uma ocasião me ocorreu que o concurso pudesse ser suprimido. Contudo, e depois de conversar com amigos/colegas, tenho agora uma intuição diferente: o concurso é uma janela de oportunidade para o MEC baralhar e dar de novo. Repare, há em muitas escolas colegas com horários quase zero. Havendo concurso, o MEC com um custo de meia dúzia de vagas (porque será isso que haverá, como diz o colega Peter)consegue reorganizar os quadros de zona e vai querer fazê-lo. Não sei se estarei a pensar bem (ou se será apenas a minha vontade de que o concurso exista a falar), mas parece-me que é do interesse do MEC, neste momento, que haja concurso. Agora será obviamente mais uma fraude em termos de vagas.

    ResponderEliminar
  13. "Vítor Gaspar um sr. com um brutal curriculo. "

    Ve-se mesmo que és um parvalhao, és mais um triste que andas por ai, tomara que te retirem todo o dinheiro que ganha, a merda merece levar nos cornos a doer.

    eeheheh vais levar e não é pouco miserável,animal.Nem pensar sabes, coitadinho.

    Vou-me rir de si e nao vou ter pena nenhuma.

    ResponderEliminar
  14. "E mais triste é que existem colegas que acreditam em tudo! "

    Mas esses não sao professores, sao docentes e arrastam-se nas escolas.
    Nem sequer têm capacidade de análise, como se pode ser professor não tendo certas capacidades?? Nunca serão professores na vida, são uns docentes que dão umas aulitas e alguns de exelência, ehehe é pena é não saberem fazer nada na vida.

    ResponderEliminar
  15. Felizmente que não sao todos.

    ResponderEliminar
  16. É fácil de traduzir essa nova preocupação que a FNE transmite. Começou a chover imensos emails na caixa de correio da FNE vinda de professores do quadro a demonstrar que a proposta do MEC é uma bomba atómica. Vai concerteza abrir uma guerra com os professores do quadr e isso a FNE não precisa agora. Meteu a pata na possa ao exigir este concurso extraordinário e agora quer sair de uma forma airosa do processo. Eu fui um deles a reclamar Á FNE desta proposta. E aconselho a outros a fazer o mesmo. Abaixo o artigo 8 alínea 2 e 3, subverte a graduação. Encham a caixa de correio da FNE. Lutem contra esta monstruosidade.

    ResponderEliminar
  17. Já houve renovações que passaram á frente de muitos como a injustiça foi pouca, mais 4 anos em cima.

    Dá 5,6,7 anos?? Andam professores que lambem os pes da direção ou sao la do partido, depois dá nesta tremenda injustiça. Até existe uma escola onde um contratado foi para a direção, e ficou lá muitos anos.

    Ensino é igual ao pais , salve-se quem puder. E no final vai rebentar tudo.

    ResponderEliminar
  18. Este é retardado, mas ainda há quem consiga ser mais miserável e dizer que o homem até é bom.

    É pena é o povo andar a pagar isto, estes pseudo doutores deviam era ir gerir as próprias empresas sem capacidade de análise e de empreendedorismo, devia ser bonito.
    Por isso é que eles não largam o tacho estado, resultados negativos a torto e a direito e vão-se escapando das vistas e ainda como se não bastasse ainda são promovidos. Se trabalhassem no privado eram logo corridos e ainda tinham que pagar uma indemnização por estragos e má gerência.

    ResponderEliminar
  19. O maluco que vai dar a última palavra sobre vinculação de docentes.

    http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=XRxGfouxCz0&feature=fvwp

    Se a vida dele fosse atender clientes para sobreviver na sua empresa, queria ver se brincava com o povo.


    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...