segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Para os colegas contratados...

Apenas divulgo porque me foi pedido que o fizesse... E escrevo isto porque ando um pouco cansado de divulgar iniciativas que são realmente importantes para os colegas contratados, e que posteriormente são "avaliadas" com níveis de adesão extremamente reduzidos.

20 comentários:

  1. Sou contratado e porque será que tanto eu como os colegas não compareceremos?

    Será porque apenas não queremos saber de como agora somos acusados?

    Blá, blá, blá...

    ResponderEliminar
  2. Para RG: Sinceramente já nem me atrevo a arriscar com hipóteses. É um facto que os níveis de adesão e mobilização dos colegas contratados são cada vez mais reduzidos.

    Mas vai daí, e podemos dizer mesmos aos colegas que se encontram na carreira.

    Algo terá de ser feito. Sem mobilização, sem informação, sem reivindicação nada mudará.

    Mas é como tu dizes. Blá, blá, blá. Começo a ponderar acerca da inutilidade deste blogue.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo, por favor não desistas…

    Acompanho o trabalho diariamente…

    Parabéns por todas as tuas reflexões… por todas as divulgações e esclarecimentos….

    Novamente, por favor não desistas… existem pessoas que valorizam o teu trabalho…

    Muito obrigado por tudo…

    Acima de tudo, pessoas como tu são necessárias para que haja esperança…

    Um grande abraço,

    Filipe

    ResponderEliminar
  4. Filipe

    Enquanto existirem pessoas como o Ricardo não há muita esperança.

    Porque pessoas como o Ricardo não deveriam existir.
    Não deveriam existir porque não seriam necessárias, pois essa seria a norma e não a triste raridade que existe actualmente.

    ResponderEliminar
  5. Já agora, sabes que já há pessoal "desesperado" porque ainda não há o novo modelo da FAA!!!
    Vai ser giro, vai!!!

    ResponderEliminar
  6. Ricardo não interpretes mal o meu comentário.
    Acompanho o teu blogue diariamente e acho-o de uma importância extrema que até o tenho aconselhado a vários colegas.
    Um trabalho de excelência como o que tens desenvolvido é sem dúvida uma mais valia para todos nós, no entanto, não consigo mudar a minha opinião relativamente a sindicatos e seu blá, blá, blá.
    Obrigado pelas horas que dedicas a este blogue em prole da Educação.
    Rui Gerardo

    ResponderEliminar
  7. Caro colega, acompanho diariamente o seu blogue e nunca o comentei por não achar relevante. No entanto, e como sou contratado há 10 anos, senti-me hoje na obrigação de lhe responder. A fraca adesão dos contratados aos plenários deve-se, e falo por experiência própria e dos colegas com quem trabalho e trabalhei, ao facto de já não acreditarmos nos sindicatos, porque não temos carreira nenhuma e porque se queremos ir aos plenários que acontecem em tempos de aulas, temos de faltar e se faltamos temos aulas a menos dadas e levamos a talhada na avaliação. Ora nós, contratados sem categoria, temos praticamente de implorar por uma vaga e rezar para que não nos ponham a mexer no fim do ano. Acha que temos vontade ou coragem de faltar para ir a um plenário?! Na minha opinião acabem-se os sindicatos e crie-se uma ordem de docentes. Acabava-se esta palhaçada de encher os bolsos aos boys dos sindicatos que apenas olham pelos do topo da carreira, os outros como nós contratados são raia miúda, sem interesse!

    ResponderEliminar
  8. esqueci-me de me identificar: Luis, grupo 110, contratado há 1 década

    ResponderEliminar
  9. A utilidadade deste blog está nos níveis de adesão. É aí se vê que é indiscutivelmente útil.
    Relativamente ao "reduzido" envolvimento dos contratados nas iniciativas de luta penso que se deve:
    1- à precariedade consentida;
    2- à desconfiança das intenções promovidas pelos sindicatos;
    3- ao não reconhecimento das suas competências nas escolas e no ensino;
    4- à incapacidade de se auto-reconhecerem como verdadeiros profissionais necessários ao sistema;
    5- à falta de estatuto profissional;
    6- à ausência de qualquer esperança de vir a integrar os quadros;
    7- à preocupação imediata de ter trabalho;
    8- à vergonha de ser contratado e de se assumiram como tal;
    ...
    São algumas razões que impedem estes profissionais de se mobilizarem numa só voz. Estes factores têm também contribuído para aumentar a sua precariedade.
    Há soluções para combater estes problemas?
    Ricardo,
    bem haja pelo seu trabalho.

    ResponderEliminar
  10. Para Filipe: O encerramento deste blogue não está nos meus planos imediatos. Pelo menos até Julho deste ano irei continuar por aqui regularmente.

    Agradeço as palavras de ânimo. Por vezes, também fazem falta.

    Grande abraço.

    ResponderEliminar
  11. Para Advogado do Diabo: Infelizmente tens razão. Se tudo funcionasse como deveria, se todos desempenhassem o seu papel como seria suposto, certamente que este blogue não existiria.

    Quanto ao modelo de FAA, também já me chegou à caixa de correio alguns pedidos nesse sentido. Enfim...

    Abraço.

    ResponderEliminar
  12. Para Rui Gerardo: Agradeço o envio de mais colegas para este blogue e também os elogios feitos.

    Relativamente à opinião dos sindicatos, provavelmente a minha será igual à tua, no entanto, tento sempre lembrar-me que os sindicatos são os nossos únicos representantes. Tirar-lhes força apenas nos torna (ainda) mais fracos.

    E mesmo com más negociações, acredito que sem negociação os abusos serão maiores.

    Abraço.

    ResponderEliminar
  13. Para Luís: Agradeço que faça mais comentários, pois por vezes não consigo saber qual o alcance das minhas palavras ou se me encontro afastado da "realidade".

    Em parte concordo com a sua defesa para a fraca adesão dos sindicatos, no entanto, quanto mais os colegas contratados se afastarem dos sindicatos mais eles se esquecem de os defender. Era mesmo relevante que se criasse outro tipo de mobilização...

    ResponderEliminar
  14. Para M&M: Argumentos claros e de fácil leitura. Creio que grande parte deles foi identificado no teu comentário.

    Na realidade, dão que pensar e permitem (a quem estiver disposto) uma reflexão sobre o tema da falta da adesão dos colegas contratados.

    E se existem soluções, parece-me que a esta altura já ninguém está interessado na sua procura.

    ResponderEliminar
  15. Viva Ricardo,

    Tens aqui um amigo que te acompanha diariamente…

    Muito obrigado por tudo,

    Um grande abraço

    FORÇA!!!!

    ResponderEliminar
  16. Vai tu, que és rico. E aproveita o «coffee break».

    ResponderEliminar
  17. O problema não está na luta mas nas pessoas que a fazem. Quando faço greve e vou a uma manifestação, vejo que não existem interesses comuns... uns é vão por causa de perda de regalias, outros por causa dos cortes, outros porque temem o desemprego, outros porque... e assim sucessivamente. Eu estou farto de tanta hipócrisia. A democracia é isto mesmo... cada um faz o que quer e os sindicatos não estão a desempenhar o papel que lhes compete. Quando perguntei a um membro do sindicato porque razão ainda não tinha escutado ninguém a referir-se à situação de EVT nos meios de comunicação, ele disse-me para ter calma porque esse problema está no "mesmo saco" das áreas como área de projecto, estudo acompanhado, desporto escolar e etc... E eu continuo na m...

    ResponderEliminar
  18. Ricardo, o teu blogue é a energia que preciso de renovar diariamente para conseguir enfrentar o dia seguinte. Por favor não nos "abandones".

    ResponderEliminar
  19. Ricardo:
    Apesar de comentar raramente, venho cá quase diariamente e continuo por trás dos blogs e fóruns, mas "na moita" porque me cansei de "lutas verbais" e afins. Estou no meu 17º ano de contrato, apesar de 2 licenciaturas e uma especialização com médias boas. Como desiludem alguns comentários na blogosfera, limito-me muitas vezes a ler e calar. Mas gostaria de te congratular pelo óptimo trabalho que tens feito e que tenho acompanhado desde o início. É que tu, ao contrário de tantos, nunca te esqueces dos contratados :)

    ResponderEliminar
  20. Não ouviram falar das actividades desenvolvidas pelo Grupo de Reflexão sobre a Vinculação de Professores Contratados?
    É que já foram realizadas 3 reuniões de trabalho, a última em Lisboa e onde estiveram presentes 45 Professores contratados de longa duração!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...