quinta-feira, 18 de novembro de 2010

"Sobre a greve que NÃO é DOS professores".

Ao ler os argumentos (favoráveis ou desfavoráveis) utilizados pelos professores relativamente à greve do próximo dia 24 fico com a ideia de que se está a discutir uma greve DOS professores. Este tem sido, na minha opinião, o maior e mais preocupante erro de toda a discussão.

Fazendo uma anologia “básica”, não deveriam estar a discutir se vão ou não assistir a um jogo do Sporting Clube de Portugal, mas sim se vão ou não assistir a um jogo da selecção nacional de Futebol!

Não estará na hora de começarem a discutir a real greve que está marcada, uma greve GERAL e não uma greve dos professores e educadores?

Advogado do Diabo

2 comentários:

  1. boa! tava a ver q ninguém se mentalizava q esta greve é contra as medidas deste (des)governo, q vem dificultar ainda mais a vida de (quase)TODOS os portugueses, e não apenas, contra o q tem sido feito com os professores. Bem haja por este lembrete aos desatentos!

    ResponderEliminar
  2. Comparar a classe docente a um clube desportivo é redutor do papel que a educação tem na vida de qualquer sociedade. Os problemas dos professores são muito mais do que os problemas de uma classe, por afectarem gravemente todo um país.

    Por outro lado, as políticas deste (des)governo têm-se feito sentir em muitas áreas profissionais e é por isso natural que numa altura destas venham ao de cima os graves problemas que afectam uma sociedade que, como a nossa, está à beira da falência.

    No estado caótico em que o país está, há muitos motivos para fazermos greve que, no entanto se podem resumir num só - não desistir de lutar pelo nosso país!

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...