quarta-feira, 24 de novembro de 2010

"Portugal neste momento, não é mais que operário dos credores!"

O post que se segue foi furtado deste comentário e é da autoria do famigerado FD. Um espirituoso comentador (com lugar cativo cá na casa), dotado de uma ironia que muito aprecio. Eh eh eh.

Agora mais a sério, é um texto que merece uma leitura atenta. Assim:

"O porquê desta greve e de outras que virão (estas últimas mais graves, quando deixarem de ser agendadas pelos sindicatos – Greves “sociais”) …

Isto tudo porque temos um (des) governo que conseguiu colocar o país na situação de um operário, digno, mas um operário!

Portugal neste momento, não é mais que operário dos credores!

E como qualquer operário, para fazer face à vida, sujeita-se às regras ditadas pelo patrão! Sim, regras! Regras que cabem dentro do grande saco legal!

Dizer que depende de Portugal não recorrer à ajuda internacional é o mesmo que dizer que um cidadão, que se endividou até ao tutano, chega ao seu banco e para além de exigir ainda mais dinheiro, endividando-se cada vez mais, ainda vai dizer ao banco o preço a que quer comprar esse dinheiro!

Eu só concebo o recurso ao crédito para necessidades básicas ou inesperadas, mas o governo também, só que se comporta como um cidadão vaidoso, que vive da aparência de mostrar sem ter, em que tudo o que quer, em mente, se tornou básico!

Mentalidade e vida de rico com carteira de pobre dá asneira! Ambição? È! É a ambição de deixar o futuro dos vindouros hipotecado a uma dívida!

É que nem se pode dizer que este país foi gerido da mesma forma que se gere uma tasca, porque há muito que neste país se perdeu a noção do “deve” e do “haver”!"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...