quinta-feira, 15 de abril de 2010

Para quem tem dificuldades em acreditar...

... deixo-vos com o que consta no post anterior, mas em versão áudio. Recordo a Mário Nogueira que o "atalhanço" (em questões de eliminação da consideração da avaliação do desempenho para cálculo da graduação) que ele tanto refere, já poderia ter sido feito no início deste ano. Agora já nada haverá a fazer sem que o Ministério da Educação caia em ilegalidades, uma vez que o concurso de professores já foi aberto com regras definidas que só com um autêntico milagre (milagre esse que levaria a que alguns colegas reclamassem - até mesmo juridicamente - e com razão) poderiam ser alteradas.

8 comentários:

  1. Também há uma técnica usada nos sindicatos (tive agora uma exemplo recente no ensino português no estrangeiro) que é deixar passar as coisas que depois a gente altera os pormenores. Volto a repetir: deixar passar as coisas (centrais de uma lei) que depois a gente altera (num despacho que vai regulamentar essa lei). Não conseguiram... Neste momento a tutela é o Instituto Camões e o próximo concurso vai ser com prova de conhecimentos, psicotécnicos e entrevista. É prática de há muitos anos do IC, estava num lei publicada há mais de oito meses e eu ouvi um coisa como esta de um responsável: "ah, depois propomos uma coisa mais simples, talvez uma apreciação curricular". Não conseguiram.

    Pedro

    ResponderEliminar
  2. Haja vergonha! Estou farto de meias-palavras! Assumam-se!
    Com todo o respeito, a este senhor, para politico já não lhe falta nada!
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Este senhor é que devia ter vergonha na cara! Devem achar-se seres supereiores e pensar que os professores andam aqui a dormir... Já toda a gente sabe que isto não vai dar em nada, agora, mas estão a fazer o circo para ficarem bem na fotografia...que vergonha... ah...existem muitas outras injustiças na graduação das quais ninguém fala, mas posso relembrar a que me vem à cabeça de cada vez que penso nisto...já repararam nas graduações com que saem os nossos colegas das faculdades privadas (que pagam as notas) e continuam a passar à frente de quem de facto estudou...Quanto à avaliação de desempenho, eu fui avaliada, e solicitei essa avaliação principalmente pelos alertas que o Ricardo foi colocando por aqui (tb sou contra esta forma de avaliação, mas são essas as regres, é por elas que temos que nos reger)...só não pediu quem não quis ter trabalho ou que achou que isto ia acabar por não dar em nada...enganaram-se...ah só mais uma coisa...este ano voltei a soliciatr a avaliação...apesar de aparentemente não servir para nada...veremos mais tarde...

    Mais uma vez, obrigada Ricardo.
    ni

    ResponderEliminar
  4. Para Pedro: Os erros estratégicos dos sindicatos vão sair bem caros aos professores. Nem tudo pode ser regulamentado ao pormenor num único diploma, no entanto, existem actas e acordos que poderiam conter certos e determinados elementos a aprovar posteriormente sob a forma de lei.

    Isso não foi feito... Agora, ficamos a "ver navios" e a rezar que a tormenta não seja tão grande como aparenta.

    ResponderEliminar
  5. Para ni: As injustiças de que falas são reais, mas as reais culpas não devem ser atribuídas aos colegas mas sim às instituições de ensino superior.

    Relativamente à avaliação, sempre alertei para a decisão em consciência para que depois não se apontem dedos para fora. Muita da revolta que alguns sentem deve-se exactamente ao facto de terem seguido decisões que outros tomaram ou fomentaram e que agora fizeram com que se sentissem "descalços". É essencial ler... estudar... ouvir outras opiniões e só depois decidir. Mas decidir assumindo que podem existir consequências.

    ResponderEliminar
  6. Eu fui avaliada, tive imenso trabalho, por isso quero ser recompensada por isso. Este ano também já pdi avaliação, pois o dia de amanhã ainda ninguém o viu...Se a avaliação não contar para a graduação irei reclamar pois as leis são para cumprir e só não foi avaliado quem não quis.

    ResponderEliminar
  7. Boa noite Ricardo.

    Gosto imenso do trabalho que tens desenvolvido, o meu sincero obrigado.
    Sem dúvida que vivemos momentos muito conturbados…
    Mas realmente o que me preocupa é a COBARDIA…
    Ricardo fui A TODAS as manifestações de professores quer nacionais quer regionais. Lutei sempre pela dignidade da nossa profissão. Nunca desisti… e acima de tudo nunca tive MEDO…
    Desculpa Ricardo, os COBARDES é que têm medo, sabes, assobiam para o lado… e se os outros lutarem por eles tanto melhor…
    Amigo, começo a ficar farto de tanta hipocrisia…
    Os professores CORAJOSOS lutam sempre por esta classe. Sim, foram prejudicados na avaliação desempenho, CLARO, não era essa a nossa LUTA!!! Agora não me digas que alguns colegas nossos têm legalmente/juridicamente o direito de reclamar. Ricardo por amor de DEUS!!! NÃO FOI UMA LUTA DE TODOS… Espera, eu devo estar enganado!! Foi só de alguns!!! NÃO SEJAM HIPÓCRITAS…

    Sabes amigo, o meu percurso como professor é muito idêntico ao teu, isto é, sou um QZP (nem carne nem peixe!!!)… Nos últimos 10 anos sempre que leccionei encontrei professores excepcionais por esse Portugal fora, pessoas que admiro muito e que me deixaram muitas saudades. Sinceramente, encontrei em todos eles uma palavra amiga, companheirismo, enfim, encontrei uma família… Já leccionei em Vila Real, Bragança, Valpaços, na zona de Viseu em mais 4 escolas… Sempre longe de casa… (vivo no litoral), a excepção foi o último concurso!!!

    Ricardo digo-te sinceramente, AMO a minha profissão, faço-a com PAIXÃO… ENSINAR realiza-me profundamente… sou muito profissional… Em relação aos meus colegas de trabalho RESPEITO-OS muito… São meus amigos… admiro-os a todos… pois em cada pessoa identifico um bom profissional… as excepções, foram muito poucas... insignificantes…
    Por isso, amigos bem hajam por tudo o que me ensinaram…

    Um grande abraço Ricardo,

    Filipe Alves

    ResponderEliminar
  8. notas altas na privada...só tens que experimentar;
    arranja uma boa cunha na publica e
    vês resultados.~
    boda aos pobres só no piaget...
    de resto,é tudo muito parecido...arranja é cunha ou amigalhaço...
    mas hoje é quase regra geral em tudo...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...