quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

"Overdose" de contradição.

No Público a 21/02/2009: "A directora regional de Educação do Norte, Margarida Moreira, garantiu ontem à Lusa que nenhum professor de Paredes de Coura foi obrigado a participar no desfile de Carnaval. Sublinhou, no entanto, "que o cortejo teria forçosamente que sair à rua".
(...)
Questionada sobre eventuais penalizações para os professores que não participassem no cortejo, Margarida Moreira escusou-se a responder, alegando que não se pronuncia sobre hipóteses. "Eu apenas disse à presidente do Conselho Executivo que tivesse presente que tem uma escola pública nas suas mãos e que, a partir daí, decidisse por ela, mais nada", acrescentou.
(...)
Margarida Moreira admitiu que aquele agrupamento tenha uma "overdose" de actividades programadas (174) e que, por isso, tenha que cortar algumas. "Nunca no desfile de Carnaval, porque o entusiasmo dos miúdos não podia ser defraudado", disse."

Ver Artigo Completo (Público)

------------------------
Comentário: Nem vale a pena fazer grandes comentários a este artigo. O "forçosamente" diz tudo, no entanto, leiam este post que coloquei no dia 19 de Fevereiro.
------------------------

2 comentários:

  1. Esta faz-me lembrar uma rábula muito engraçado dos Gatos Fedorentos a imitar o prof Marcelo acerca do aborto! "Podiam não ter ido?? Não! Mas foram? Foram.. Mas podiam não ter ido.."
    A palhaçada continua pralém do Carnaval...

    ResponderEliminar
  2. O Carnaval é todo o ano. E os palhaços são sempre os mesmos. Infelizmente...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...