sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

O Ministério desmente.

No Jornal de Notícias - Artigo de Opinião - de 22/02/2008: "Desmente o Ministério da Educação hoje no JN que a equipa de Maria de Lurdes Rodrigues tenha, como aqui se disse, qualificado os professores que criticam as suas politicas de "professorzecos".

Acontece, porém, que isso foi notícia na comunicação social, designadamente no "Público" de 25 de Janeiro, e que o Ministério não o desmentiu. A notícia do "Público", assinada pela jornalista Leonete Botelho, revela que, durante uma reunião com deputados socialistas que "não terá corrido bem e acabou com acusações mútuas", "a equipa do Ministério da Educação considerou que os deputados estavam a dar voz a 'professorzecos'".

Por causa do elegante epíteto (citado noutros jornais e que teve enorme sucesso na Net), a Fenprof reclamou então um pedido de desculpas à ministra. Em quem acreditar, no Ministério, insuspeito de desamor pelos professores, ou numa notícia amplamente divulgada e nunca desmentida? "Exige" afogueadamente o Ministério (muito se declina o verbo "exigir" por aquelas educativas bandas) que eu prove não sei quê. Alguém informou mal o Ministério não sou (felizmente) funcionário do Ministério nem professor ou "professorzeco" a quem o Ministério faça exigências e dê reguadas ou ponha virado para a parede se se porta mal. Mas foi uma boa tentativa."

Ver Artigo Completo (Jornal de Notícias)

2 comentários:

  1. Este soube muito bem ler!

    "faça exigências e dê reguadas ou ponha virado para a parede"

    É mais ou menos neste estilo que o Ministério nos tem tratado.

    ResponderEliminar
  2. Totalmente... de acordo. Ainda por cima vem o ME, pedir para provar o que foi afirmado! E a desmentir, é claro... Se não desmentissem, ficava eu extremamente admirado.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...