terça-feira, 10 de dezembro de 2019

De elementar constatação...


Comentário: Serão vários os motivos que levam a que isto aconteça, mas apontaria o facto de termos uma metodologia de aplicação de normativos legais, que deixa muito a desejar e que potencia estas situações (e por motivos óbvios, o problema não se restringirá apenas à educação inclusiva). Produzir normativos legais e colocá-los em vigor, sem formação adequada para quem a irá aplicar, é terreno fértil para confusão.

As novidades normativas deveriam ter um período de formação, antes da sua aplicação! Aplicar e dar formação em simultâneo (ou pior, a posteriori), são "receitas" que para mim não fazem sentido, mas que são uma constante nas mudanças de paradigma em Portugal. Para além disso, seria também importante que quem "vende" a formação fizesse mais do que a habital leitura de normativos (sim... eu também sei que isso é um primeiro passo, e que nem todos os colegas o fazem) e de elaboração de quadros síntese e esquemas bonitos. Exemplos de aplicabilidade seriam práticas bem recebidas, mas que dificilmente são concretizadas nas formações... Depois, cada agrupamento faz "à sua maneira" e é constatar discrepâncias.

  

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...