quinta-feira, 14 de março de 2019

Não sou de rancores...

...nem de ódios de estimação, mas não consigo deixar de evitar expressar o meu desconforto perante a acusação que em tempos me fizeram de que estaria a trair a classe quando decidi apoiar a ILC. 

Disseram-me na altura que a ILC iria estragar o trabalho feito nos bastidores no sentido de aprovar a recuperação faseada dos 9 anos, 4 meses e 2 dias, e que ao defendê-la era um traidor da classe. De igual modo, acrescentaram que estaria a ser inocente, pois quem dinamizou a ILC teria uma agenda obscura e que visava fragilizar os sindicatos.

Pois bem...

Mesmo sabendo que quem o disse dificilmente terá maturidade e honestidade intelectual para pedir desculpa pelas acusações que me fez (e por aquelas que remeteu a outros), quero acreditar que o facto de nunca mais me ter falado, revela o incómodo que sentirá pelo facto de todos os seus argumentos terem sido esvaziados, contrariados e desmentidos. Irei acreditar nisso, se bem que não me sirva de qualquer consolo, tendo em conta que todos perdemos, independentemente da razão estar de um lado ou de outro.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...