terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Um pequeno comentário sobre esta proposta

E vou citar o lm do fórum do educare, que há pouco disse tudo o que há a dizer sobre esta proposta

"este "novo" diploma não é para contratar professores
é mais para despachar quem está no quadro!

mas interessa que o pessoal não pense nisso..."

40 comentários:

  1. Adoro ser professor, mas estou farto desta porcaria toda, destes políticos, destes ataques.
    Quero muito ser professor, mas também quero manter a sanidade mental. E os ataques que foram feitos aos professores, em especial os contratados nos últimos dias são vergonhosos e escandalosamente insensíveis à vida de sacrifício que os professores já têm.
    prof. contratado e indignado

    ResponderEliminar
  2. Pois é.
    A proposta é para moralizar os Quadros - afastados, QZPzados, DACLzados, daquelas privadas-públicas que estão relativamente enrascadas e para resolver-lhes a vida.
    Mas não só. É para filtrar contratados e estabilizá-los na medida do possível no sistema " de que não fazem parte".
    E é aqui que a "porca torce o rabo", de tudo o que já li e acho que percebi: o filtro utilizado para triar as contratações.
    Com o que vigorou com MLR, não foi possível em alguns anos completar horários, por exemplo, em casos de horários incompletos- nem que fosse de 20 ou 21 horas.
    Nos últimos 6 ou 7 anos, a questão dos completos e anuais foram, em 80 ou 90% dos casos, perfeitas lotarias.
    O ponto mais sensível é, na minha opinião, mesmo o da "prioridade" no concurso.
    Jake

    ResponderEliminar
  3. "O pior cego é aquele que não quer ver". Já desisti de tentar "abrir os olhos" a quem não quer ver.

    ResponderEliminar
  4. Votaram neles não foi...O mais grave é que depois de terem votado nestes irão correr para voltar nos outros que lá tiveram à pouco tempo e que trilharam o caminho que estes estão agora a cumprir! Continuem a votar sempre nos mesmos partidos (ps,psd e cds) e continuem a dizer que não existem mais partidos para votar, que vão ver a fominha que vão passar...
    Vejam realmente quêm tenta defender os vossos interesses...

    ResponderEliminar
  5. Essa dos horários completos é boa....
    Pelo que tenho lido na bogosfera o egoísmo continua: há aqueles que fazem tremendos exercícios mentais na contagem do seu tempo de serviço para ver se conseguiram (com não sei quantos contratos) os 365 dias X 4. Para mim um horário completo anual tem início a 1/9 e término a 31/8.
    Em vez de andarmos a tentar resolver a nossa vidinha, por que é que não combatemos esta aberração dos 4 horários completos em 6 anos????????
    Até parece que os professores são culpados de não terem tido horários completos ou de não conseguirem completá-los....Nos concurso não temos que colocar em 1º lugar o código 1 e só depois os códigos dos horários incompletos????? Que culpa temos nós do ministério nos colocar no código 2 ou 3??????
    Isto é tudo uma aberração....

    ResponderEliminar
  6. E ainda não perceberam que é também uma favorzinho aos diretores dos privados com contrato de associação, uma contrapartida aos cortes orçamentais?

    http://eanossaescolinha.blogspot.com/2012/02/carta-aberta-aos-deputados-da-ar.html

    ResponderEliminar
  7. Mas os 4x365 dias nos últimos 6 anos não corresponde a 4 horários completos nos últimos 6 anos... isso é que era bom... se assim fosse estava descansado..
    Pedro_norte(chat)

    ResponderEliminar
  8. Sem dúvida que os contratados são dignos de respeito e direitos. O que é certo é que há muita gente do quadro , com muitos mais anos de serviço, que se sacrificaram a correr todo o país, com filhos pequenos às costas, duas casas para pagar, acrescendo o dinheiro em combustível, enquanto centenas de contratados, que não estiveram para se sacrificar (e conheço muitos), estiveram sempre ao pé de casa(às vezes a dois passos) e da sua família. O que fizeram até hoje pelos desterrados. Estes não terão privilégio de se fazer algo em vez de estarem sempre a carpir pelos contratados?

    ResponderEliminar
  9. E os contratados desterrados????? Aqueles que se sacrificaram por meia duzia de dias de tempo de serviço e para manter a 1a priporidade??? Em vez de estarmos unidos é mais fácil falar de quem se sacrifica mais...Isto é uma verdadeira vergonha!

    ResponderEliminar
  10. ó anónimo das 2.53, sabemos lá do que cada um teve de fazer para se ir mantendo "à tona"! Por exemplo, este ano estou com 12 horas "perto" de casa, é verdade. Mas estive 6 anos no estrangeiro. E não foi na Europa! E esses colegas que estiveram sempre perto de casa não deixaram de preencher lugares e satisfazer necessidades do sistema. Antes de atirarmos pedras uns aos outros é preciso ter consicência de que cada um sabe de onde mais lhe dói, de que horários de 6 ou 12 ou 17 são lugares que careciam de colegas para neles trabalhar e que é completamente injusto castigar quem neles trabalhou. Por exemplo, se este ano não tivesse concorrido para horários de 12 a 17, pura e simplesmente não teria sido colocado. A culpa é minha?? Não me parece. Ia fazer o quê? Concorrer para 12 a 17 para viana do castelo? (vivo em Lisboa!)só para provar estar disposto a sacrifícios? Este ano estou a 45 min de casa, entre comboios e caminhadas para a escola. e TUDO para ter algo para fazer! Não é de invejar, acredite! Tenho outra amiga que ficou a uma hora e meia de casa, com 14 horas... Venham-me cá com coisas. Com 12 anos de trabalho, a andar com a casa às costas, ou então a ficar em maravilhas de horários destes, ver-me forçado a ir para uma segunda prioridade é de bradar aos céus! É caso para dizer que talvez seja a despedida definitiva do ensino. E como eu, estarão milhares.

    ResponderEliminar
  11. "Sem dúvida que os contratados são dignos de respeito e direitos. O que é certo é que há muita gente do quadro , com muitos mais anos de serviço, que se sacrificaram a correr todo o país, com filhos pequenos às costas, duas casas para pagar, acrescendo o dinheiro em combustível, enquanto centenas de contratados, que não estiveram para se sacrificar (e conheço muitos), estiveram sempre ao pé de casa(às vezes a dois passos) e da sua família. O que fizeram até hoje pelos desterrados. Estes não terão privilégio de se fazer algo em vez de estarem sempre a carpir pelos contratados?"

    Subscrevo inteiramente! Tenho 20 anos de serviço, passei por tudo o que diz e ainda faço 100 Km por dia.

    ResponderEliminar
  12. Não sabia que esta proposta para os concursos era mais uma guerra e oportunidade de se atacarem uns aos outros... Enfim, tudo igual :-(

    ResponderEliminar
  13. coitadinhos dos professores do quadro que têm que estar longe de casa. Choro compulsivamente por terem uma carreira estável, com direitos e com a certeza de em Setembro começarem um novo ano lectivo a trabalhar.

    ResponderEliminar
  14. Que tristeza. Professores do quadro que têm q pagar gasolina e casa, que têm filhos, etc, etc, etc.
    Olhe e ACHA QUE OS CONTRATADOS TAMBÉM NÃO TÊM FILHOS???? NÃO TÊM CONTAS PARA PAGAR???? E OLHE QUE NÃO TÊM SEMPRE ORDENADO FIXO COMO A COLEGA. É esta gentinha fútil que ocupa os lugares das escolas públicas....

    ResponderEliminar
  15. Pois é triste... Mas não me parece que se resolvam as coisas voltando às guerrinhas entre contratados e docentes dos quadros... Todos temos casa, família, prioridades... Mas o que se trata aqui é de deixar que docentes com 20 e tal anos de serviço, tenham que concorrer em 2. Prioridade por não terem tido 4 anos de contratos anuais e completos... Devem considerar que é por prazer que temos horários incompletos... E já não basta esse castigo, para agora termos outro! Penso que é altura de sair de um sistema que não me respeita e a quem eu dei muito do meu tempo (8.200 dias). Acresce o facto de pertncer a uma classe que de classe só tem o nome!

    ResponderEliminar
  16. Como querem os profs ser respeitados se não se dão ao respeito. Parem com as guerrinha que não levam a lado nenhum e lutem por aquilo a que têm direito.
    Mas lutem a sério.

    ResponderEliminar
  17. Boas!! A ver se entendi.. as ofertas de escola só começas a 30 de outubrp??Então os horários que no inicio do ano foram para as escolas teip e auonomia nas ofertas de escola já não vão e o os professores são colocados através do concursso??

    ResponderEliminar
  18. Boas!! A ver se entendi.. as ofertas de escola só começas a 30 de outubrp??Então os horários que no inicio do ano foram para as escolas teip e auonomia nas ofertas de escola já não vão e o os professores são colocados através do concursso??

    ResponderEliminar
  19. colegas leiam a proposta de lei antes de comentarem!!!! "Então os horários que no inicio do ano foram para as escolas teip e auonomia nas ofertas de escola já não vão e o os professores são colocados através do concursso??" esta dúvida será esclarecida.

    ResponderEliminar
  20. Tenho 19 anos de serviço e continuo contratado, apesar de possuir 3 Cursos Superiores, entre os quais a Licenciatura em Ensino da minha área científica. Possuo assim habilitação profissional e ainda habilitação própria para 5 outros grupos. Sacrificios para ter trabalho, penso que não é preciso referi-los... sonhava entrar um dia para os "Quadros", mas agora até o sonho de ter "trabalho" desapareceu... no entanto NÃO ataco nenhum Colega, seja ele do "Quadro" seja ele "Contratado", aliás penso que com todas as alterações que estão a ocorrer ambos já NÃO existem. O MOMENTO DEVIA DE SER DE UNIÃO E NUNCA DE DESUNIÃO. NÃO É SÓ O FUTURO DE CADA UM DE NÓS QUE ESTÁ EM JOGO, MAS SIM TAMBÉM A ESPERANÇA DE UM DIA VOLTARMOS A SER UM PAIS LIVRE E COM UMA DEMOCRACIA QUE ESTÃO EM JOGO!!! SE TÊM FAMILIA PENSEM SE É ISTO QUE QUEREM PARA OS VOSSOS FILHOS E NETOS!!! EU NÃO QUERO!!! VIVA PORTUGAL LIVRE, DEMOCRÁTICO E INDEPENDENTE!! VIVA A UNIÃO DE TODOS OS PORTUGUESES E PORTUGUESAS DE BEM!!!!

    ResponderEliminar
  21. Já agora..o que acham disso?

    ResponderEliminar
  22. PROFESSORES:
    NÃO HÁ DINHEIRO, DEPENDEMOS DO FMI. NÃO HÁ ALUNOS(NATALIDADE A DIMINUIR) NÃO PODE HAVER VÍCIOS!

    ResponderEliminar
  23. Que classe merdosa,não têm vergonha de se atacar em praça pública.
    Júlio

    ResponderEliminar
  24. há contratados beneficiados por ficarem perto de casa,há prejudicados por ficarem longe...cada um apanhou o que conseguiu...
    houve reconduçoes preparadas,houve entradas em qz alertadas...tem havido padrinhos para muitos..e falta de trabalho para outros,os azarados...
    agora,veremos quem são os sortudos...
    mas,a injustiça,agora, está em tratar de igual forma quem serviu o estado e quem optou pelo privado...
    reflectindo...as leis destroiem-nos... somos parte do alvoa abater...

    ResponderEliminar
  25. Sem «Disposições transitórias» e apenas com salvaguarda para os professores de 1.º ciclo e educadores, já pensaram nas consequências da aplicação do artigo 79.º?

    ResponderEliminar
  26. Faz sentido que no presente ano lectivo se realize um concurso nacional de professores; as implicações directas da reforma curricular, já a ser implementada no próximo mês de Setembro arrasta consigo o surgimento de muitos horários 0 (futuros DACL sem hipótese de colocação em nenhuma escola, dada a "morte" de um elevado número de horas lectivas e de determinadas áreas curriculares). Todos os professores vão ser duramente atingidos, por simples efeito dominó, os dos Quadro, os QZP e os contratados.
    Consigo ver algumas virtudes nesta proposta, nomeadamente, acabar com muitas arbitrariedade imorais ocorridas nos concursos dos últimos anos.
    O desemprego alastra, a educação não é excepção.
    Esta proposta de regulação do concurso é a resposta inevitável à reforma curricular.
    O problema social do desemprego é global, não é monopólio do umbigo dos professores.
    É lamentável a forma como os professores (alguns) se insultam e acusam nestes comentários. Não bastam as vergonhas a que, nos últimos anos, a tutela nos tem infligido?

    ResponderEliminar
  27. ISTO ESTÁ MAU SE ACABAR O DESPORTO ESCOLAR SERÁ UM CAUS NOS HORÁRIOS, OS CONTRATADOS VÃO DESAPARECER TODOS, TEMOS QUE NOS UNIR. DAR D.E. nas horas não lectivas vão para lá os Politicos.

    ResponderEliminar
  28. Esmiuçando, ainda não consegui perceber todas as implicações do novo diploma dos concursos... que é para nos tramar, A TODOS, DE CERTO SERÁ!!
    Mas o que se vê a léguas, em letras GARRAFAIS, mudem os diplomas que mudarem, são os COLEGAS, de uma dita classe, a atacarem-se, a espezinharem os seus semelhantes, a trepar calcando tudo (através da sua linguagem). CHEGAAAAAAAAAAA! NUNCA MAIS NOS UNIMOS????? É triste continuar a ver-vos aqui, vocês, os que se julgam sempre melhor que os outros.
    Para concluir, só queria estar a trabalhar. Se estivessem na minha posição, perceberiam alguma coisa. Mas "a maré toca a todos"...
    Teremos o que merecemos?

    ResponderEliminar
  29. Obrigar a colocação de pelo menos 3 zonas pedagógicas? Obrigar alguém a poder ficar colocado a centenas de quilómetros de casa? Acho que isso tem de ser uma decisão pessoal, cada um é que saberá ao que se pode sujeitar e não ser imposto...

    ResponderEliminar
  30. Para profmat:
    também pode optar pr ficar no desemprego.

    ResponderEliminar
  31. Boas!! A ver se entendi.. as ofertas de escola só começas a 30 de outubrp??Então os horários que no inicio do ano foram para as escolas teip e auonomia nas ofertas de escola já não vão e o os professores são colocados através do concursso??

    ResponderEliminar
  32. Concordo com 70% da carta da Elisabete.
    Independentemente disso, custa-me verificar que esta carta vem com alguns anos de atraso relativamente a alguns dos aspectos focados- evidentemente este comentário não é dirigido de forma pessoal à sua autora- mas sim a todos que a adoptaram/adoptarem que me parece que tarde acordaram para um mundo da contratação que nunca os tinha afectado até este ano- eram sp colocados nos anuais e completos. De repente não foram. E de repente… foi grande o trambolhão. Digamos que dentro dos contratados existia mais do que 1 universo.
    Há dois grandes problemas nesta proposta:
    - os 4 em 6
    - o intervalo de horários
    E é aqui que me parece que o MEC tem a coisa preparada para fazer a negociação.
    Da parte dos sindicatos, não vai haver grandes pressões pq os problemas dos Quadros ficam muito resolvidos com a proposta.
    Os DACL, por exemplo, ficam bastante bem na fotografia. Os DAR todos os anos é a sorte grande para tantos e tantos. Há anos que não se via um Ministério tão amigo no caso dos Quadros com esta proposta. Estas benesses aos Quadros tb vão reduzir a empregabilidade dos contratados.
    Só espero que quem se salvar e conseguir ficar com o horário completo e anual a cada dia 1 de setembro não esqueça que teve a sorte de estar no lugar certo na hora certo num distante dia qualquer há não sei quanto tempo, herdado dos concursos absurdos da nossa MLR- mas na altura ficou tudo calado, não foi..?
    Foi, que muitos nem sequer estavam ainda no “sistema”, pelo tempo de serviço que vou lendo em todo o lado. Estavam a entrar e a dar os primeiros passos. Os outros, que já cá andavam há mais tempo, a esses não vi na altura grandes rasgos de revolta com a lotaria perfeita que foram aqueles concursos.E houve o bombom da ADD e aquela coisa de ser para entrar nos quadros e tudo e tudo.

    Poucos restarão para contar a história. Sendo que, muitos dos que sobreviverão, nem sequer a viveram por completo. Mas não esquecer portanto que ao ficarem foi mesmo porque estavam no lugar certo na hora certa, quando concorreram, em que uma aplicação cega os colocou não sei onde. E que foi só isso.
    Jake

    ResponderEliminar
  33. Para que precisamos nós que o MEC nos "trame"? Para nos tratar mal, bastamos nós! ufa... é deprimente ver os comentários feitos pela classe docente... como querem ser respeitados?! E depois o pior, é que as pessoas pensam que somos todos assim... OMG!!!
    Inês

    ResponderEliminar
  34. eu acho que deviam continuar e endurecer essas lutas dentro da "classe" docente, matem-se uns aos outros que assim sobram mais vagas...
    se canalizassem essa pujança e revolta nos sítios certos e contra quem a merece é que vocês andavam com juízo... até imagino os de lá de cima a ler estas pérolas que aqui vão:
    "bem, colocá-los uns contra os outros é do mais fácil que há, manda-se esta proposta para fora e depois eles, no imediato, tratam do assunto"

    "depois, das 3 machadadas principais (qq delas ferindo de morte) abdicamos de uma para os sindicatos poderem acenar com alguma coisa e os "revoltados do sofá" ficarem felicíssimos com a prendinha (envenenada) que lhes damos"


    FALEM / TECLEM MENOS E AJAM MAIS, ENCONTREMOS FORMAS DE CONTESTAÇÃO QUE TENHAM SEMELHANTE IMPACTO DAS PROPOSTAS COM QUE NOS BRINDARAM !!!

    ResponderEliminar
  35. Caro Anónimo das 2:53, de dia 22... com franqueza caro colega... Quer ver que... ser-se contratado é uma opção?

    ResponderEliminar
  36. Caro Anónimo das 2:53 (dia 22), devemos ser todos mais unidos.. eu, por exemplo.. não tive a sorte de entrar nos quadros.. e concorri sempre a nível nacional.

    ResponderEliminar
  37. Mais uma coisinha... ando nisto há mais de doze anos e sei de contratados, que nunca tinham dado aulas, e que entraram nas teips há seis anos e que até então têm tido horários completos.... eu, assim como muitos outros, e embora andemos nisto há mais de 12 anos, só conseguimos migalhas nos concursos nacionais e nem sempre horários completos nos ultimos anos... à mercê de lotarias e taludas populares..
    As teips estão cheias de casos de professores que nunca deram aulas e são colocados em entrevista, sabe-se lá com que critérios.. Hoje sabe-se que, se quisermos furar esse sistema viciado, não o conseguimos.. Mas afinal há alguma justiça nisto? Alguma vez?

    ResponderEliminar
  38. há de tudo...
    há aqueles que tiveram que ir para as teip,porque foram tramados nas reconduçoes...
    há muitos contratados com familia e alguns(muitos) com filhos para comer...muitos desses,são contratados,quero dizer explorados ,e não têm direito a concorrerem por aproximação de residencia...porquê se têm tanto tempo de serviço no estado como outros?

    há muita aldrabice nestes ultimos anos...no tempo dos outros,estas leis beneficiavam sempre a familia
    agora,conta a poupança nos ordenados para irem a conferencias ao estrangeiro...
    trabalhem na escola,se querem sucesso.

    ResponderEliminar
  39. Mas as Teip também não são uma escolha, há quem não tenha a sorte de ser colocado numa teip, mesmo que o queira, mesmo com muito tempo de serviço. E outros que o conseguem, imediatamente, sem tempo de serviço algum.. é o estado das coisas...

    ResponderEliminar
  40. acredite que existem cunhas,mas tambem existem algumas com gente honesta;
    nos concursos ,éra o mesmo,
    nas entradas para o quadro foi o mesmo.
    nas reconduções houve do mesmo.
    pode ser,que tudo mude...
    mas,pela amostra já há leis a mais...e,avaliações e entrevistas que dão para tudo.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...